Três Lagoas/MS, Sábado, 23 de Setembro de 2017 | 08:44
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 02 de Agosto de 2017, 17h:37
Tamanho do texto A - A+

Cras diz que criança que foi molestada pelo idoso se sente mais segura

O acompanhamento psicológico que a criança recebe acontece em dias agendados pelo Creas

Cristiano Arruda
Capital News

JPNEWS

Menino abusado na rua disse aos policiais que abusos eram frequentes

Menino abusado na rua disse aos policiais que abusos eram frequentes

O garoto, de 11 anos, visto pela Polícia Militar sendo molestado por um idoso, de 66, no último domingo (30) recebe atendimento psicossocial desde a segunda-feira (31) por meio do Centro Especializado de Assistência Social (Creas) de Três Lagoas.

 

De acordo com a coordenadora da unidade, Vera Lúcia Renó, a criança está sendo acompanhada individualmente por uma psicóloga e a família recebe atendimento da assistente social e de outra psicóloga. “Num primeiro momento, a família é acolhida pelo Creas e todos são atendidos; os tios, com quem ele mora. A criança chegou aqui muito abalada, fragilizada; mas temos que trabalhar o lado da revelação; e já é notável que ele se sente mais seguro e estabilizado”, explica.

 

Conforme o site JPNews, o acompanhamento psicológico que a criança recebe acontece em dias agendados pelo Creas e, posteriormente, será encaminhada para a Clínica da Criança onde passará por terapia.

 

Segundo a conselheira tutelar, Luciana Cardoso do Nascimento Silva, responsável pelo atendimento da ocorrência, a orientação passada à família é que a vítima perca contato com o violador. “De imediato o que o Conselho fez foi orientar os tios do  garoto que o agressor não frequentasse mais a casa da família, em seguida, eles receberam o encaminhamento para o Creas, que é o órgão competente nestes casos”, pontua.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix