Três Lagoas/MS, Domingo, 18 de Fevereiro de 2018 | 21:33
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quarta-Feira, 14 de Fevereiro de 2018, 13h:29
Tamanho do texto A - A+

“Demos uma facadinha, já que não pega fogo”, diz universitário sobre vandalismo em placa do Bolsonaro

Declaração teria sido feita em grupo do WhatsApp de alunos da UFMS

Laura Holsback
Capital News

Reprodução/TVC

“Demos uma facadinha, já que não pega fogo”, diz universitário sobre vandalismo em outdoor do Bolsonaro

Crime de vandalismo ocorreu nesta segunda-feira (12), em Três Lagoas

Estudante universitário foi apontado como suspeito de ter vandalizado uma placa de publicidade fixada na Vila Alegre, em Três Lagoas. O rapaz, que não teve o nome divulgado, teria se vangloriado do ato em um grupo de WhatsApp de alunos da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). 

 

Segundo o site JP News, em mensagens, o suspeito afirma ter usado uma faca para rasgar o outdoor, “já que não pega fogo”. Os responsáveis pela placa que foi colocada no espaço na semana passada devem registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil.

 

O caso

A polêmica placa de publicidade em apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro(PSC/RJ) foi alvo de vândalos nesta segunda-feira (12). Parte da propaganda foi rasgada e cortado o pedaço onde aparece o rosto do pré-candidato à Presidência. 

 

Segundo André Hernandes, um dos integrantes de um grupo de cerca de 250 admiradores de Bolsonaro, responsáveis pela criação do outdoor, também foram encontrados indícios de tentativa de incêndio no local. “Vamos registrar boletim de ocorrência e acionar um advogado para que tome as medidas cabíveis e que esse marginal seja punido”, afirma.

 

Suspeito

No grupo do whatsapp, o estudante suspeito de ter sido o autor chama a atenção dos outros participantes perguntando: “Boa tarde pessoal! Já viram o outdoor do Bostonaro hoje? Kkk (sic)”. Um colega elogia. “Aí sim. Que massa, mano (sic)”. O suspeito continua: “Demos umas facadinha, já que não pega fogo (sic)”, e ainda completa dizendo “Zona Antifascista”.

 

Polêmico pelo estilo nacionalista, conservador e defensor de bandeiras como o armamento da população e o fim da maioridade penal, Bolsonaro desperta amor e ódio. Ele é apontado como favorito na corrida presidencial, em um cenário sem o ex-presidente Lula na disputa. Ao mesmo tempo, é alvo de protestos, frequentemente criticado e até chamado de fascista.   

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix