Três Lagoas/MS, Domingo, 09 de Dezembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Sábado, 06 de Janeiro de 2018, 12h:51
Tamanho do texto A - A+

Agricultores familiares recebem kits para a participação em feiras

Produtores apoiados pela Agraer participaram de seleção feita pelo governo federal

Flávio Brito
Capital News

 

Néa Maceno/Agraer

Agricultores familiares recebem kits para a participação em feiras

Produtos oriundo da agricultura familiar recebem fomento para a comercialização

Associações de pequenos produtores rurais de Mato Grosso do Sul foram classificadas para o recebimento da doação de kits feira pela União. Os grupos de agricultores familiares qualificados, dos municípios de Anastácio, Corumbá, Ladário, Itaporã, Japorã, Sidrolândia e Três Lagoas, contaram com o apoio técnico da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) para elaboração e envio das propostas no processo seletivo. O processo seletivo foi promovido pela Sead (Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário), antigo MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário. 

 

Para Reginaldo de Souza, da Associação de Agricultores Familiares do Assentamento Savana, comunidade que fica a 20 km de Japorã, a notícia foi recebida com grande entusiasmo. “Foi a Agraer que convidou a gente para participar. Com o material que chegar vai dar para participar da feira na cidade. É uma economia boa que faremos, ainda mais do jeito que as coisas estão hoje, tudo muito caro”, disse.

 

“A feira de Japorã acontece uma vez por semana e a Agraer tem tido uma participação grande para mobilizar os agricultores. Para a criação da feira houve o envolvimento da prefeitura e, também, da Secretaria Municipal de Assistência Social que mobilizou um grupo para produção de doces”, explicou a coordenadora municipal da Agraer da cidade, Chaiana Schaffer.

 

Atualmente, muitos agricultores familiares contam com uma estrutura montada por meio do trabalho coletivo para a realização da feira. “Houve a doação de suportes de eucalipto para armar as barracas. A base fica fixa para facilitar a montagem e a feirinha acontece sempre às sextas-feiras de tardinha ou no sábado de manhã”, informa a coordenadora da Agraer de Japorã.

 

Os empreendimentos selecionados receberão no mínimo dez kits contendo, cada um: uma barraca de feira desmontável; dois bonés; dois aventais e quatro caixas plásticas.  “Acho que vai trazer melhoria para a gente né. Somos uma associação de 40 famílias agrícolas e estamos começando a mexer com a feira. Estamos fazendo entrega de alimentos no PAA [Programa de Aquisição de Alimentos], também, e com o kit vai dar para ter uma boa estrutura para colocar os alimentos e receber a freguesia”, afirma.

O agricultor familiar Reginaldo de Souza já até lista os alimentos que deverão expor na barraca. “Banana, mandioca, alface, repolho, batata e abóbora são algumas das coisas que a gente produz no assentamento. Tem também o leite, mas, este a gente vende para o laticínio”, justifica.

 

Uma mobilização semelhante vem sendo feita em Itaporã, conforme informa o técnico da Agraer Luiz Henrique Amaral. “No meio de dezembro, levamos alguns produtores para o município de Mundo Novo, a fim de conhecer o trabalho da cooperativa Copisc, instituição que a Agraer também tem uma boa parceria”.

 

O kit-feira será repassado para a Associação de Psicultores de Itaporã e Região. “Aqui, na cidade, só tem frigorifico grande a gente queria mostrar um trabalho de qualidade que vem sendo feito dentro da produção familiar. Então, a chegada desse kit vai ajudar os trabalhos que a gente vem fazendo com o grupo, sem contar que é sempre bom ver que as parcerias estão dando certo. A gente fica contente em ver que deu resultado”, afirmou o servidor da Agraer local.

 

Além da proposta enviada por cada grupo de pequenos produtores rurais, o processo seletivo levou em consideração a análise de documentos como a DAP – Declaração de Aptidão ao Pronaf. Os empreendimentos que a sede não se encontra nos municípios listados no edital, também foram eliminados do certame.

 

As outras entidades contempladas no Estado foram: Cooperativa dos Produtores Rurais da Região do Pulador de Anastácio (Coprana); Cooperativa dos Produtores Rurais da Agricultura Familiar de Corumbá e Ladário; Associação dos Produtores Rurais dos Assentamentos de Corumbá; Associação dos Trabalhadores Rurais dos Assentamentos Tamarineiro II e Paiolzinho, também da Cidade Branca; Associação Renovada de Produtores Familiares Vista Alegre – Sidrolândia, e Associação dos Agricultores Familiares do Assentamento Vinte de Março, município de Três Lagoas.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix