Três Lagoas/MS, Segunda-Feira, 06 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sábado, 11 de Abril de 2020, 11h:12
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

4 técnicas para melhorar a concentração nos estudos e no trabalho

Por Débora Ramos

Da coluna Educação e Carreira
Artigo de responsabilidade do autor

Algumas atividades não podem ser feitas no “modo automático”

Divulgação

ColunaEducaçãoECarreira

Um levantamento realizado pelo instituto Statistic Brain comprovou que, em 2000, as pessoas conseguiam manter a concentração por 12 segundos, e, em 2018, esse tempo caiu para 8,25 segundos. De acordo com o mesmo estudo, um peixe-dourado consegue manter o foco por 9 segundos.


Mesmo com o baixo índice de concentração entre os humanos, há métodos que foram testados por cientistas e que ajudam a mente a alternar entre foco e distração de uma forma mais controlada. Isso é importante para quem busca aumentar a produtividade no trabalho e para quem está estudando para concursos e vestibulares.


Veja abaixo quatro técnicas para manter a concentração.

1.    Vídeos engraçados

Tentar se afastar do celular e estudar por horas consecutivas não é eficaz se a mente não possui o devido descanso. Por isso, dar algumas pausas e assistir a um vídeo de comédia ou de animais fofos, como gatos e cachorros, pode ajudar a distrair e aliviar a mente. Essa técnica consiste em estimular as emoções positivas, o que dará a motivação necessária à pessoa. Lembre-se de que o ideal não é passar o dia assistindo a esses conteúdos, mas, sim, dar pausas durante os longos períodos que exigem concentração.

2.    Uma atividade por vez
Um estudo de 2009, realizado na Universidade Stanford, mostrou que tentar fazer várias coisas ao mesmo tempo faz com que, na verdade, nenhuma delas seja desempenhada com uma performance maior do que se feitas individualmente. E o pior: o corpo gasta mais energia para ficar trocando de atividades o tempo todo e, consequentemente, a concentração diminui.


Assim, para quem pretende fazer atividades que precisam de um nível de dedicação maior, como estudar para o Enem, é interessante criar uma lista com as prioridades e focar em um conteúdo por vez.

3.    Faça atividades físicas
Outras atividades além das intelectuais podem ajudar a melhorar a concentração. Assim, fazer exercícios físicos – os aeróbicos, principalmente – estimula a capacidade cognitiva do cérebro. Pessoas que mantêm esse costume conseguem focar por mais tempo e processam informações mais rapidamente.

4.    Luz natural e relaxamento
A exposição à luz natural ajuda a regular o ritmo circadiano, que regula todo o funcionamento do corpo. Além disso, ter momentos apenas para relaxar é importante para conseguir se concentrar melhor, porque realizar atividades sem parar pode reduzir a capacidade cognitiva de memória e atenção.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix