Sábado, 15 de Junho de 2024


Cotidiano Terça-feira, 03 de Maio de 2016, 14:54 - A | A

Terça-feira, 03 de Maio de 2016, 14h:54 - A | A

Danos

Abandonado, prédio da Unei de Três Lagoas continua sendo depredado

Inaugurada em 2014, a unidade tem capacidade para atender até 70 jovens, mas continua abandonada

Marco Campos
De Três Lagoas para o Capital News

TL Notícias

Abandonado, prédio da Unei de Três Lagoas continua sendo depredado

Vândalos estão destruindo cada vez mais a sede da Unei que está abandonada desde 2014

A promessa de que o sistema de internação para menores infratores em Três Lagoas seria modernizado, começou a se desenhar em 2014, quando foi inaugurada a nova sede da UNEI (Unidade Educacional de Internação), com capacidade para a internação de 70 jovens, e que passados meses, ainda permanece abandonada, sendo destruída a cada dia por vândalos que invadem e depredam um prédio que custou aos cofres públicos mais de 90 milhões de reais.

Em menos de 15 dias a edificação foi invadida pelo menos duas vezes e do local foram subtraídos fios de energia, peças de porcelana dos banheiros e até um gerador de energia que estava instalado em um poste a cerca de 10 metros de altura. Um motor de cerca de 15 metros também foi levado do local sem que ninguém percebesse.

TL Notícias

Abandonado, prédio da Unei de Três Lagoas continua sendo depredado

A equipe de reportagem foi até o local na manhã desta terça-feira (3) e constatou o estado de abandono do local

A edificação fica localizada na Rua P, bairro Chácara Imperial, e assim como aconteceu no alojamento fazendinha, na rodovia BR-158, caso providências não sejam tomadas em caráter de urgência, a instalação está condenada ao mesmo destino, jogando fora mais uma vez o dinheiro do povo.

A equipe de reportagem foi até a sede da UNEI na manhã desta terça-feira (3) e constatou o estado de abandono do local, que está com as portas completamente destrancadas e já é tomado pelo mato, teias de aranha e no chão, vestígios dos furtos cometidos. Os roubos continuam no espaço e até o momento, nenhuma autoridade tomou providências para evitar os saques.

Comente esta notícia