Três Lagoas/MS, Quarta-Feira, 27 de Outubro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Sexta-Feira, 10 de Setembro de 2021, 10h:21
Tamanho do texto A - A+

Adesão ao programa Caravana da Saúde encerra nesta sexta-feira

Programa viabiliza a realização de cirurgias eletivas e exames de diagnósticos

Lethycia Anjos
Capital News

Divulgação/Portal MS

Municípios podem aderir ao programa Caravana da Saúde em MS

Hospital Regional de Ponta Porã, em MS

Os 79 municípios de Mato Grosso do Sul têm esta sexta-feira (10) para aderir ao credenciarem no projeto de incentivo estadual voltado à Caravana da Saúde, que nesta etapa será dividida em duas modalidades, a Opera MS, com 94 procedimentos cirúrgicos; e Examina MS que prevê a realização de 66 exames de média e alta complexidade.

 

De acordo com a administração estadual, o prazo inicial para adesão ao programa encerrou no último dia 3 de setembro, contudo, foi prorrogado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). 

 

O mutirão foi anunciado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em julho deste ano, com objetivo de atender a demanda represada durante a pandemia de Covid-19. "Temos muitas pessoas aguardando na fila. Por isso vamos contratar cirurgias e diagnósticos, que são ressonâncias, tomografias, ultrassons, colonoscopia, endoscopia, ou seja, todos os exames parados dentro da regulação", destacou.

 

Conforme a SES, a retomada das cirurgias eletivas será de forma gradativa e organizada, seguindo a capacidade operacional de cada unidade hospitalar e região de saúde, priorizando os atendimentos de urgência e emergência e casos de Covid-19.

 

Secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, explica que o retorno do programa é de extrema importância, visto que as cirurgias eletivas se tornam de urgência nos pacientes que aguardam e acelera no diagnóstico por meio da realização de exames. “Nós já vínhamos registrando um acúmulo de casos no Estado, e com a melhora do quadro da pandemia, nós precisamos dar vazão a esses procedimentos a curtíssimo prazo sob pena de se agravar cada vez mais o estado de saúde da nossa gente”, disse via assessoria.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix