00:00:00 Domingo, 21 de Julho de 2024


Cotidiano Sexta-feira, 07 de Maio de 2021, 08:51 - A | A

Sexta-feira, 07 de Maio de 2021, 08h:51 - A | A

Oportunidade

Cadastro para o kit alimentação será reaberto

Iniciativa visa contemplar novos alunos matriculados na Reme

Lethycia Anjos
Capital News

Divulgação/PMTL

Cadastro para o Kit alimentação é prorrogado

Kits serão entregues nas unidades educacionais do município

Prefeitura Municipal de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec), anunciou nesta sexta-feira (7), a reabertura do cadastro para pais de alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino (Reme) receberem o kit alimentação.

 

O período de cadastro será nos dias 17 e 21 de maio, e tem como objetivo contemplar novos alunos matriculados e pais que não realizaram o cadastro anteriormente e agora querem receber os kits. Vale ressaltar que para estar apto a receber o benefício os pais precisam se cadastrar na Unidade de Ensino em que o estudante está regularmente matriculado. Conforme assessoria, alunos beneficiários do Bolsa Família também devem realizar o cadastro.

 

Os kits alimentação são compostos por arroz, feijão, sardinha, canjiquinha, macarrão, biscoito de água e sal, biscoito de maisena, leite em pó, fubá, farinha de trigo, extrato de tomate e achocolatado. Já os kits hortifrutis contém legumes e frutas, como: banana, batata inglesa, cebola, cenoura, laranja, berinjela, limão, maçã e tomate.

 

Secretária Municipal de Educação e Cultura, Angela Brito destaca que atualmente, há cerca de 13.862 alunos cadastrados para receberem os kits.“Temos hoje 16.023 alunos matriculados, então esse novo cadastro irá contemplar as novas matrículas. Além dos pais que nos 30 dias de cadastro anterior não tinham necessidade do recebimento do kit e, agora tem. Quem já havia feito o cadastro anterior: ele é válido para o ano de 2021 inteiro”, ressaltou via assessoria.

 

Conforme a administração municipal, as entregas dos kits alimentação seguem enquanto durar o período de aulas remotas, adotado devido a pandemia da Covid-19.

 

Comente esta notícia