Segunda-feira, 17 de Junho de 2024


Cotidiano Terça-feira, 03 de Maio de 2016, 09:59 - A | A

Terça-feira, 03 de Maio de 2016, 09h:59 - A | A

Celebrações

Católicos celebram um ano da posse de bispo da diocese de Três Lagoas

"Eu agradeço a confiança e o carinho de todos os diocesanos", disse o bispo

Marco Campos
De Três Lagoas para o Capital News

TL Notícias

Católicos celebram um ano da posse de bispo da diocese de Três Lagoas

Dom Luiz Gonçalves Knupp

Há um ano, os católicos da Diocese de Três Lagoas vivenciavam com grande alegria o final da espera angustiante pela chegada de um novo "pastor". No dia 2 de maio de 2015, em uma missa olene, realizada na Catedral Sagrado Coração de Jesus, Dom Luiz Gonçalves Knupp tomava posse como bispo da diocese de Três Lagoas.

Na ocasião, a catedral, que comporta 5 mil pessoas, ficou pequena para acomodar os fiéis que foram dar as boas-vindas ao seu novo bispo. A diocese estava vacante em decorrência da morte de Dom José Moreira Bastos Neto. Dom Moreira foi vítima de um infarto e morreu no dia 26 de abril de 2014. Até a posse de Dom Luiz, a diocese foi administrada pelo padre Altair Ferreira.

Sobre o aniversário de um ano à frente da diocese de Três Lagoas, o Bispo disse que devido à acolhida carinhosa que recebeu, a impressão é que ele está na caminhada episcopal há muito mais tempo e pediu que todos os cristãos continuem rezando por sua missão. "Eu agradeço a confiança e o carinho de todos os diocesanos. Peço para que todos rezem para que possamos caminhar juntos nessa missão e que assim, com a misericórdia de Deus, possamos trabalhar na construção de uma diocese acolhedora e missionária", disse o bispo.

Dom Luiz é o quarto bispo a conduzir a diocese de Três Lagoas, sucedendo José Moreira Bastos Neto (maio de 2009 a abril de 2014), Izidoro Kosinski (fevereiro de 1981 a maio de 2009) e Geraldo Majela Reis (janeiro de 1978 a fevereiro de 1981).

Novos caminhos
Durante a 27ª Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada em outubro de 2015, Dom Luiz anunciou o início da elaboração do Plano Diocesano da Ação Evangelizadora. Com o tema "Da Igreja que Somos para a Igreja que queremos Ser", o planejamento busca responder o convite da Igreja em suas diretrizes de Evangelização e ao chamado que faz o Papa Francisco que a Igreja seja cada vez mais missionária, acolhedora e que saiba ir ao encontro das pessoas e comunidades.

Por ser participativo, a elaboração do planejamento envolve todo o clero e os diocesanos. "Estamos partindo do princípio da ‘Igreja que Somos para a igreja que queremos Ser’ e a participação de todos os fiéis católicos é muito importante. Precisamos da visão de todos para que juntos possamos estruturar uma Diocese em que todas as pastorais e movimentos estejam engajados no fortalecimento da Pastoral do Conjunto", disse Dom Luiz.

Comente esta notícia