Três Lagoas/MS, Quinta-Feira, 09 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Segunda-Feira, 20 de Abril de 2020, 13h:29
Tamanho do texto A - A+

Direção de escola lamenta engano nos valores de mensalidades

Ação foi após divulgação de pesquisa do Procon

Elaine Silva
Capital News

Divulgação

Direção de escola lamenta engano nos valores de mensalidades

Escola entrou em contato com o Procon para mudar o valor passado anteriormente

Após a divulgação das pesquisas de mensalidades das escolas, responsáveis pelo  Colégio Rui Barbosa, unidade CDA, entraram em contato com a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS) de defesa do consumidor para lamentar engano ocorrido  ao liberar informações a respeito do assunto  na referida unidade educacional.

 

De acordo com a representante da mantenedora da Escola, Cristina Araújo de Medeiros, o valor de R$ 484 informado pela pessoa entrevistada como se fosse do período integral das séries iniciais do ensino fundamental se refere, apenas, ao “segundo período”. Entretanto este valor, para o caso de tempo integral é acrescido de R$ 520 que é referente ao “período estudado”. Com isso, o valor “cheio” para período integral perfaz o total de R$ 1.004,00.

 

De acordo com o Procon Estadual deixa claro que toda responsabilidade pela informação que compõe a pesquisa é da escola em referência, uma vez que no documento que registra o levantamento está colocada a assinatura da pessoa responsável pelo atendimento à pesquisadora do órgão estadual, o que demonstra ter conhecimento e concordar com os dados que seriam liberados à publicação.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix