00:00:00 Terça-feira, 16 de Julho de 2024


Cotidiano Sexta-feira, 05 de Maio de 2023, 18:01 - A | A

Sexta-feira, 05 de Maio de 2023, 18h:01 - A | A

Avaliação

Dois cursos de graduação do IFMS receberam nota máxima do MEC

Avaliadores estiveram presente pessoalmente nos campus

Layane Costa
Capital News

Divulgação/IFMS

Dois cursos de admissão do IFMS receberam nota máxima do MEC

Alunos e servidores do Campus Jardim se reuniram para celebrar a conquista

No Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), mais dois cursos de receberam nota máxima na avaliação realizada pelo Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

 

Os cursos foram o bacharel em Arquitetura e Urbanismo, oferecidos no Campus Jardim, e Engenharia de Controle e Automação, do Campus Três Lagoas. Os dois receberam o conceito cinco, o máximo que pode ser alcançado nas estimativas. 

 

Entre os dias 24 e 28 de abril, os avaliadores permaneceram presentes no campus. Os critérios de avaliação abrangem as três dimensões previstas no Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação do MEC: organização didático-pedagógica, corpo docente e tutorial, e infraestrutura. Os resultados foram divulgados nesta semana.

 

Campus Jardim

A coordenadora do bacharelado em Arquitetura e Urbanismo, Mônica Prado, explica que o processo de avaliação começou antes da visita. "Houve uma apresentação documental detalhada, que se intensificou nos últimos meses. Foi necessário envolvimentos de todo corpo docente, da equipe técnica, da gestão institucional e do corpo discente ativo, não apenas durante o período próximo da avaliação, mas em todo o percurso" explicou Mônica. 

 

De acordo com a coordenadora, a nota também é resultado de uma ação de planejamento. Em 2020, foi criada uma comissão, formada por docentes e técnicos, para estudar os parâmetros adotados pelo MEC e então detectar pontos a serem otimizados para futuras ações.

 

"Contamos com o apoio de servidores da reitoria que nos auxiliaram. Além disso, os estudantes do curso participam das atividades propostas pela instituição, usufruem de toda infraestrutura e, em conjunto com os servidores, foram peça-chave nesse processo, pois com a participação ativa em tudo que o IFMS oferece, tiveram propriedade para apresentar a dinâmica cotidiana institucional", relata.

 

Além da análise da documentação e do corpo docente, o relatório do MEC destacou a infraestrutura física do campus, que está com um novo bloco de salas de aula e laboratórios em construção. Trecho do texto relata que: “a infraestrutura da IES [Instituição de Ensino Superior] é de boa qualidade, sendo todos os ambientes amplos e configurados com zelo, enquanto organização, conforto ambiental e estética. A IES é convidativa e acolhedora, ficando claro o envolvimento e responsabilidade com a Educação Superior". 

 

Campus Três Lagoas 

Os avaliadores do curso de Engenharia de Controle e Automação também destacaram a questão da infraestrutura, principalmente das salas de aula. O texto do relatório informa que "as salas de aula são equipadas com lousa de vidro, projeto multimídia, ventiladores, ar condicionado, e apresentam manutenção periódica e limpeza diária".

 

O coordenador do curso, Edson Italo Mainardi Júnior, ressalta que o processo de avaliação iniciou-se em 2018, quando a engenharia foi implantada no campus, e que o conceito máximo é resultado de um esforço coletivo.

 

"Os primeiros coordenadores do curso, Murilo Frigo e Marcus Jorgeto, fizeram um trabalho excelente, os professores são extremamente comprometidos com a qualidade do ensino, a equipe administrativa oferece todo o suporte para a compra de equipamentos, e as direções Geral e de Ensino sempre apoiaram o desenvolvimento do curso. Esse trabalho conjunto levou ao conceito 5".

 

Segundo Mainardi, além de conhecerem laboratórios e projetos de pesquisa e extensão desenvolvidos no Campus Três Lagoas, os avaliadores analisaram "in loco" o corpo docente e o projeto pedagógico do curso, que em 2022 foi reestruturado para atender a demandas regionais do mundo do trabalho e a curricularização da extensão.

 

Outro destaque da avaliação, de acordo com o coordenador do curso, foi a participação dos estudantes. "Aproximadamente 46 alunos participaram da entrevista com os avaliadores do MEC, e o feedback deles foi de que o IFMS oferece uma oportunidade de estudar com excelentes professores com uma ótima infraestrutura", finaliza.

 

Comente esta notícia