Sábado, 15 de Junho de 2024


Cotidiano Segunda-feira, 20 de Abril de 2015, 17:32 - A | A

Segunda-feira, 20 de Abril de 2015, 17h:32 - A | A

Ironia

Em greve, servidores da saúde param no Dia do Trabalhador

Marco Campos
De Três Lagoas para o Capital News

Os servidores públicos municipais que atuam na área da saúde em Três Lagoas podem parar suas atividades no próximo dia 1º de Maio, data em que se comemora o Dia do Trabalho.


 Além de melhorias nos salários, a classe está insatisfeita com a carga horária diferenciada entre os atendentes dos postos de saúde e de emergência, por isso, pedem a unificação das horas trabalhadas e igualdade nos salários dos servidores. “Há cinco dias, durante este feriadão, os atendentes da UPA e do SAMU estão trabalhando para cobrir e conseguir atender todos os pacientes que teriam que ser atendidos nos postos de saúde que estão parados nestes dias” explicou uma servidora.

O objetivo é chamar a atenção da prefeita do município para que sejam abertas as negociações com a classe, pois até o momento, nenhum oficio da categoria foi respondido pela prefeita Márcia Moura (PMDB) e seus secretariados.

Durante esta segunda e terça-feira, como forma de protesto e chamar a atenção da administração municipal, estão trabalhando de preto, como forma de luto a saúde de Três Lagoas. Caso a greve destes trabalhadores ocorra no início do mês, a cidade deverá enfrentar um verdadeiro caos na saúde pública. 

Marco Campos/Capital News

trabalhadores saúde

A classe está insatisfeita com a carga horária diferenciada entre os atendentes dos postos de saúde e de emergência



Comente esta notícia