00:00:00 Terça-feira, 16 de Julho de 2024


Cotidiano Sábado, 11 de Agosto de 2018, 11:51 - A | A

Sábado, 11 de Agosto de 2018, 11h:51 - A | A

GIGANTES DA CELULOSE

Fibria e Suzano marcam data de assembleia se selará fusão

Junção das empresas está acertada desde março, mas deve ser oficializada em setembro

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Divulgação

Fibria e Suzano marcam data de assembleia se selará fusão

Assembleia é uma das etapas que as companhias precisam de aprovação antes da fusão

As empresas de celulose Fibria e Suzano devem oficializar no próximo dia 13 de setembro a fusão entre os grupos. A confirmação da data da assembleia geral extraordinária foi publicada nesta quinta-feira (9) após a aceitação do registro de recibos de ações por parte da Securities and Exchange Commission, que regula o mercado de capitais americano.

 

O acerto entre as empresas já está firmado desde março, porém os trâmites burocráticos impedem a finalização do processo de fusão. Além da aprovação em assembleia, as companhias aguardam ainda o aceite dos órgãos reguladores e de defesa de concorrência, já que até o momento apenas os Estados Unidos aprovaram.

 

Conforme o site Valor Econômico, para que a operação se concretize, a Eucalipto Holding – criada para absorver a base acionária da Fibria – terá o capital aumentado, observando o limite de subscrição de 61% do capital ordinário e 44% do total pela Suzano, enquanto as ações da Fibria serão incorporadas, substituindo uma ação ordinária por outra com direito a voto e preferência em holding.

 

Para a fusão, a Suzano pagará R$ 52,50 aos investidores da Fibria por cada ação, totalizando R$ 29 bilhões, ainda sem considerar a variação desde 15 de março. Segundo as empresas, a operação custará R$ 97 milhões considerando atos de elaboração, publicação e honorários aos profissionais contratados para o processo.

 

 

A Fibria possui a maior produção de celulose de eucalipto do mundo, com fábricas em quatro estados brasileiros, incluindo duas unidades em Três Lagoas. Com a união, a nova empresa se tornará a maior companhia de celulose do mundo.

Comente esta notícia