Segunda-feira, 24 de Junho de 2024


Cotidiano Quinta-feira, 18 de Junho de 2015, 13:56 - A | A

Quinta-feira, 18 de Junho de 2015, 13h:56 - A | A

mais recursos

Hospital de Três Lagoas pede recursos para o Estado

Segundo o diretor administrativo, atualmente o hospital possui um déficit de R$ 500 mil por mês e demanda de atendimentos só aumenta

Melissa Schmidt
Capital News

caravanadasaude.ms.gov

Hospital de Três Lagoas pede recursos para o Estado

  Hospital Auxiliadora de Três Lagoas

Prefeitura e administração do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora estiveram em reunião com o Secretário Estadual de Saúde, Nelson Tavares, para tentar buscar recursos para o hospital que atende a cidade e macrorregião. A reunião foi uma das principais reivindicações do conselho consultivo e diretoria do Hospital, que atualmente pede aumento no repasse financeiro tanto do Município quanto do Estado para que os atendimentos continuem sendo feitos da melhor qualidade para os pacientes do Município e região Costa Leste. A reunião aconteceu no dia 13 de junho.

Segundo o diretor administrativo do hospital, Eduardo Otton, atualmente a instituição possui um déficit de R$ 500 mil por mês e nos últimos tempos o número de atendimentos hospitalares tem aumentado cada vez mais.

O secretário ouviu as reivindicações da diretoria do hospital e solicitou algumas demandas para os representantes da unidade de saúde e também da Administração Municipal. Tais demandas incluem implantação de ações que deverão aperfeiçoar os serviços e diminuir os custos, sem comprometer o atendimento e acolhimento aos pacientes. Também será agendada uma nova reunião com a diretoria do hospital e a prefeita, Marcia Moura (PMDB), para a possível viabilidade dos recursos para a unidade.

Já a prefeita Marcia Moura participou de duas reuniões com o conselho consultivo e diretoria nos meses de maio e junho, onde as principais pautas das reuniões foram os repasses da Gestão Compartilhada – convênio entre a prefeitura e o hospital – assinado em janeiro 2013 e se encerra em novembro deste ano.

Comente esta notícia