Sábado, 15 de Junho de 2024


Cotidiano Quarta-feira, 15 de Abril de 2020, 11:43 - A | A

Quarta-feira, 15 de Abril de 2020, 11h:43 - A | A

Coronavírus

ISI Biomassa coordena projeto para novas fórmulas para álcool em gel

Devido a escassez da matéria prima, novos métodos podem ser adotados para substituir

Elaine Silva
Capital News

 

Divulgação

ISI Biomassa coordena projeto para novas fórmulas para álcool em gel

Instituto Senai de Inovação em Biomassa (ISI Biomassa) de Três Lagoas

O Instituto Senai de Inovação em Biomassa (ISI Biomassa) de Três Lagoas, coordenará um projeto que vai pesquisar novas fórmulas  para produção de álcool em gel 70° GL. A mudança está sendo adotada por conta da a escassez de uma de suas matérias primas no mercado, o espessante ou polímero de acrílico conhecido como carbopol ou carbome. Desta forma o instituto está pesquisando novas fórmulas de produção de álcool em gel que substituem o uso do carbopol.

 

Projeto, realizado em parceria com o ISI Biossintéticos (Instituto Senai de Inovação em Biossintéticos), do Rio de Janeiro (RJ), e o ISI Polímeros (Instituto Senai de Inovação em Engenharia de Polímeros), de São Leopoldo (RS), foi aprovado dentro do Edital de Inovação para a Indústria na categoria “Missão Contra Covid-19” e receberá um investimento de R$ 2,6 milhões, conforme a assessoria, será financiado pelo Senai Nacional, Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) e pela ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial).

 

Diretora do ISI Biomassa, Carolina Maria Machado de Andrade, explica que o objetivo é desenvolver pelo menos seis novas fórmulas de álcool em gel, que serão disponibilizadas para potenciais produtores em todo país. “Mato Grosso do Sul é um dos maiores produtores de etanol do país, uma matéria prima essencial, e temos uma parceria com a Adecoagro Vale do Ivinhema, localizada em Angélica (MS), que fornecerá esse etanol para fazermos o escalonamento industrial com o novo material que estamos pesquisando. A ideia é termos nos próximos 40 dias respostas iniciais sobre esse material”, finalizou.

 

Comente esta notícia