00:00:00 Sexta-feira, 19 de Julho de 2024


Cotidiano Segunda-feira, 06 de Março de 2017, 11:58 - A | A

Segunda-feira, 06 de Março de 2017, 11h:58 - A | A

Corte

Obra em anel rodoviário tem redução de mais de R$ 5 milhões pelo Ministério do Planejamento

Apesar da diminuição do repasse, Dnit não acredita que obra será prejudicada

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Reprodução/JPNews

Obra em anel rodoviário tem redução de mais de R$ 5 milhões pelo Ministério do Planejamento

Com a construção do anel rodoviário, número de veículos na avenida Ranulpho Alves Leal deve diminuir

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão cortou R$ 5,5 milhões previstos para a obra de construção do anel rodoviário entre as rodovias nas rodovias BR-262 e BR-158, em Três Lagoas. Orçada em R$ 19 milhões inicialmente, a construção teve redução na Lei Orçamentária Anual de 2017 (LOA) para R$ 13,46 milhões.

Apesar da diminuição no valor destinado, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes de Três Lagoas (Dnit) não acredita que a obra será prejudicada, devendo seguir o cronograma já traçado, com início nos meses finais deste ano e duração de aproximadamente dois anos. No projeto está prevista a criação de aproximadamente 25 quilômetros de estrada, com viadutos, para desafogar o tráfego de veículos pesados no perímetro urbano.

O projeto aguarda a contratação da empresa que irá arquitetar a obra em um prazo de seis meses e executar os serviços. Apenas após isso, o Dnit deverá abrir licitação para construir os contornos na rodovia.

Estudado desde 2009, quando foi realizado um levantamento estatístico de incidência de acidentes no trecho e feito um cálculo da projeção de acréscimo do tráfego de veículos nas rodovias BR-262 e BR-158, a obra tem o objetivo de desafogar o transito instaurado nas estradas da região principalmente com caminhões das fábricas de celulose, que duplicaram os serviços nos últimos anos.


Comente esta notícia