00:00:00 Domingo, 21 de Julho de 2024


Cotidiano Segunda-feira, 27 de Março de 2017, 14:50 - A | A

Segunda-feira, 27 de Março de 2017, 14h:50 - A | A

Saúde

Obras no Hospital Regional de Três Lagoas devem ser autorizadas nesta quarta com início imediato

Governador do Estado viaja nesta semana para a cidade onde assinará o termo da ordem de serviço

Gian Nascimento
Capital News

Reprodução

Obras no Hospital Regional de Três Lagoas devem ser autorizadas nesta quarta com início imediato

Azambuja deverá viajar até a cidade da região Leste nesta semana para autorizar a obra

O governador do Estado, Reinaldo Azambuja, deverá autorizar nesta quarta-feira (29) o início imediato das obras no Hospital Regional de Três Lagoas. A cerimônia de assinatura da ordem de serviço será realizada no próprio município, em local e horário ainda a ser divulgado.

Neste mês, a construção deu importantes passos para sair do papel. No último dia 10, foi assinado o contrato entre a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) e a Cial Engenharia, que venceu a licitação, e uma semana depois o prefeito Angelo Guerreiro se reuniu com o engenheiro José Renato para tratar dos primeiros detalhes sobre a obra.

Com a autorização da ordem de serviço, a expectativa do prefeitura e da empresa de engenharia é que os trabalhos tenham início logo nos primeiros dias de abril, com a realização dos procedimentos iniciais como as medições, levantamento topográfico, análise e limpeza do terreno. “Só estamos esperando a ordem de serviço para iniciarmos”, disse José Renato.

Orçada inicialmente em R$ 68,4 milhões, a obra foi contratada por R$ 56,4 milhões e será concluída em dois anos, segundo o secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Miglioli.

O novo hospital é visto pelo Governo do Estado como parte estratégica da estruturação da saúde em Mato Grosso do Sul. Ele será construído em uma área de 26,4 mil m² e contará com mais de 19,4 mil m², onde estarão 138 leitos distribuídos em três pavimentos com 10 salas de cirurgia, unidades de cuidados intermediários e leitos para mãe-canguru. O projeto prevê ainda auditório e salas de aula, e empregará cerca de 650 funcionários.

“Este Hospital vai atender todos os municípios do Bolsão que já buscam atendimento em nossa Cidade. Além de atender a população com mais leitos, mais médicos em várias especialidades e atendimento de alta complexidade, vai auxiliar na formação dos alunos de medicina da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul”, afirma Angelo Guerreiro.

Entre os leitos estão: 10 UTIs cirúrgicas; 10 UTIs clínicas; 48 enfermarias; pré-parto, parto e pós-parto; indução e recuperação de pacientes; observação pediátrica; observação de pacientes; observação psiquiátrica; internação e isolamento; semicrítico; preparo, recuperação pós-anestésica, observação e recuperação do paciente.

Segundo o Governo do Estado, atualmente, Três Lagoas recebe um investe R$ 80 milhões em obras. São R$ 56,4 milhões na construção do Hospital Regional; R$ 614,2 mil na recuperação do prédio da Unei; R$ 2,5 milhões na pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais nos bairros Jardim Campo Novo, Carandá, Santa Lúcia, Acácia e Vila Verde; R$ 1,4 milhão na recuperação funcional do asfalto da Avenida Capitão Olinto Mancini; e mais de R$ 19 milhões em obras de ampliação dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, que ainda contam com contrapartida da União, totalizando mais de R$ 62 milhões em investimentos na área.

Divulgação/Governo do Estado

Governador agenda viagem a Três Lagoas para autorizar obras no Hospital Regional

Hospital terá mais de 19 mil metros quadrados e 138 leitos

Comente esta notícia