Sábado, 22 de Junho de 2024


Cotidiano Quinta-feira, 26 de Dezembro de 2019, 10:32 - A | A

Quinta-feira, 26 de Dezembro de 2019, 10h:32 - A | A

Estruturação

Patronato de Cassilândia passa a abrigar polo de monitoramento virtual

Obras foram divididas em duas etapas sendo o valor total da obra R$ 28 mil

Elaine Silva
Capital News

 

Divulgação

Patronato de Cassilândia passa a abrigar polo de monitoramento virtual

Foram investidos R$ 28 mil na obra

Com as obras de reestruturação o Patronato Penitenciário de Cassilândia passa a abrigar o Polo da Unidade Mista de Monitoramento Virtual Estadual (UMMVE). As instalações foram concretizadas com o empenho e trabalho conjunto dos servidores locais, sob a coordenação da direção do Patronato Penitenciário. A reforma foi realizada em duas etapas, com uso de mão de obra prisional e verbas fornecidas pelo Conselho da Comunidade de Cassilândia, num montante de R$ 28 mil.

 

Os trabalhos desse “braço” da unidade de monitoramento consistem em colocação e retirada de equipamentos, manutenção e todo o suporte necessário para a monitoração eletrônica. Com cerca de 50 monitorados com tornozeleiras, Cassilândia é, oficialmente, o segundo polo da UMMVE no Estado, totalmente estruturado para o desenvolvimento dos trabalhos.

 

Divulgação

Patronato de Cassilândia passa a abrigar polo de monitoramento virtual

Com cerca de 50 monitorados com tornozeleiras, Cassilândia é, oficialmente, o segundo polo da UMMVE

Responsável também pela inspeção dos equipamentos, encaminhamento para trabalho, recaptura de tornozeleira, suporte para o monitorado, recebimento da apresentação de trabalho – que é realizada mensalmente, conforme decisão judicial – a unidade polo atua ainda como interlocutora oficial com a força policial local, quando necessário. Além disso, realiza o cadastro no sistema de monitoramento, alimentação de dados no Sistema Integrado de Gestão Operacional (SIGO) e Sistema Integrado de Administração do Sistema Penitenciário (Siapen).

 

Atualmente o prédio possui sala para atendimento ao público e administração, setores de Assistência Social, Psicologia e Direção; duas salas de aulas para cursos, almoxarifado, copa e dois banheiros (feminino/masculino). 

 

A unidade é responsável pela confecção do cartão de visitante, bem como prestar assistência aos reeducandos e egressos, orientar os condenados à pena restritiva de direitos, fiscalizar o cumprimento das penas de prestação de serviço à comunidade, admonitória e apresentações mensais de custodiados em regime domiciliar, Suspensão de Condicional e Livramento Condicional, segundo a assessoria. A unidade também fiscaliza 33 monitorados por tornozeleira e egressos, que trabalham por meio de convênio entre a Agepen e a Prefeitura de Cassilândia. Os atendimentos acontecem de segunda a sexta-feira,  das 7h30 às 16h30, com intervalo de uma hora para o almoço entre as 11h30 e 12h30.

 

Comente esta notícia