Segunda-feira, 17 de Junho de 2024


Cotidiano Terça-feira, 29 de Março de 2016, 12:14 - A | A

Terça-feira, 29 de Março de 2016, 12h:14 - A | A

Manifestação

Ponte entre Três Lagoas e cidade paulista será interditada por manifestantes

Em Três Lagoas, na sexta-feira (18), os mesmos organizadores reuniram aproximadamente 500 pessoas em manifestação contra a corrupção no Brasil

Marco Campos
De Três Lagoas para o Capital News

Marco Campos/Capital News

Contra Dilma, manifestantes bloqueiam ponte da BR-262 em Três Lagoas

Manifestação do dia 18 de março

Pelo menos mil pessoas são aguardadas em mais uma manifestação contra o Governo Federal, na sexta-feira (1º), em Três Lagoas. O número de participantes é da organização do movimento. A concentração do grupo dcomeça às 8h, no posto de combustível São Luiz, próximo ao campus II da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).


Os protestantes fecharão, pelo período de 1 hora, a rodovia BR-262 que liga Mato Grosso do Sul ao Estado de São Paulo, pela usina hidrelétrica de Jupiá. Durante esse tempo a passagem de veículos será interrompida na via. De acordo com uma das líderes do manifesto, a empresária Sayuri Baez, o movimento conta com o apoio de clubes de serviço como o Rotary e Maçonaria, além de comerciantes.


Ainda de acordo com Sayuri, após interditarem a barragem, os protestantes seguirão para frente da sede a Polícia Federal. Lá será cantado o Hino Nacional e entregarão um ofício de agradecimento e apoio ao órgão. Em seguida, os participantes irão até o centro da cidade, onde a manifestação continuará.


Manifestação anterior
Em Três Lagoas, na sexta-feira (18), os mesmos organizadores reuniram aproximadamente 500 pessoas em manifestação contra a corrupção no Brasil.


Na ocasião, a ponte da hidrelétrica de Jupiá ficou interditada por 20 minutos. Nesse período, apenas veículos com crianças ou idosos tiveram a passagem liberada.

Comente esta notícia