Sábado, 15 de Junho de 2024


Cotidiano Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2016, 09:18 - A | A

Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2016, 09h:18 - A | A

Combate a Dengue

Prefeitura realiza limpezas nos terrenos públicos para evitar riscos proliferação do Aedes Aegypti

Os terrenos particulares são de responsabilidade de seus proprietários

Da Redação
Capital News

Divulgação/Pref. Três Lagoas

Prefeitura realiza limpezas nos terrenos públicos para evitar riscos proliferação do Aedes Aegypti

Secretario Nuna Viana acompanhou a limpeza nos terrenos públicos

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agronegócio, Ciência e Tecnologia, realiza, constantemente, a limpeza de áreas verdes públicas (terrenos, canteiros, etc) em diversos pontos de Três Lagoas, evitando assim acúmulo de lixo, proliferação de bichos peçonhentos propiciando ainda maior segurança para a população, que tem melhor visualização da área dos terrenos baldios.

As equipes de limpeza contam com dois tratores, com grade, revira a terra junto do mato, o que mantém a área limpa por mais tempo e outro trator, com roçadeira hidráulica.

A Prefeitura está limpando as áreas públicas. Os terrenos particulares são de responsabilidade de seus proprietários, logo, se não forem limpos, serão notificados e multados”, enfatizou por meio de sua assessoria o secretário municipal de Meio Ambiente.

Nuna ressaltou ainda que, as equipes seguem um mapa completo, onde mostra as áreas públicas que são de responsabilidade da Prefeitura. “Em hipótese alguma podemos limpar áreas particulares, isso é ilegal. Se um cidadão vir um trator da Administração Municipal trabalhando em um terreno, pode ter a certeza que é de propriedade do Município”, finalizou.

Divulgação/Pref. Três Lagoas

Prefeitura realiza limpezas nos terrenos públicos para evitar riscos proliferação do Aedes Aegypti

O serviço conta com apoio de dois tratores e duas roçadeiras costais

LIMPEZA
A limpeza dos terrenos é de suma importância, pois evita acúmulo de lixo, logo, acúmulo de água – fator principal da proliferação do mosquito aedes aegypti – e também a permanência de bichos peçonhentos, como: cobras, escorpião e outros.

Comente esta notícia