00:00:00 Domingo, 21 de Julho de 2024


Cotidiano Quarta-feira, 25 de Abril de 2018, 12:03 - A | A

Quarta-feira, 25 de Abril de 2018, 12h:03 - A | A

ENSINAMENTOS

Projeto Florestinha atende 2,4 mil alunos em cidade do Estado

Diversos assuntos são abordados com crianças e adolescentes

Laura Holsback
Capital News

Divulgação/PMA

Projeto Florestinha atende 2,4 mil alunos em cidade do Estado

Projeto acontece nesta semana, em Três Lagoas

Ações desenvolvidas nesta semana pelo Projeto Florestinha devem atender cerca de 2,4 mil alunos em escolas da cidade de Três Lagoas. 

 

De acordo com a Polícia Militar Ambiental (PMA), os trabalhos começaram na segunda-feira (23) quando foram atendidos alunos da escola Municipal Elson Rigo. Até sexta-feira (27), serão atendidas mais as escolas municipais General Nelson Custódio; Júlio Fernandes Colino e Presidente Médici, com perspectiva total de atendimentos de 2,4 mil alunos. 

 

Os trabalhos de Educação Ambiental continuam sendo executados em forma de oficinas didáticas, com as seguintes temáticas:

 

1.    Reciclagem de papel, com palestra sobre os problemas relacionados aos resíduos sólidos.

 

2.    Visitação ao museu de animais e peixes taxidermizados e materiais utilizados em crimes

 

ambientais (empalhados), com palestra sobre fauna, pesca, atropelamentos de animais silvestres, etc.

 

3.    Apresentação do teatro de fantoches, com peças sobre as questões ambientais, como: desmatamentos, incêndios florestais e resíduos sólidos, etc.

 

4.   Ciclo da Água, com palestras sobre o ciclo, uso sustentável, poluição e escassez dos recursos hídricos.

 

5.    Casa da Energia - Trata-se de uma maquete de uma residência com todos os locais de consumo de energia (lâmpadas, chuveiros, ar condicionado, geladeira, micro-ondas etc.). Com esta oficina é realizada a discussão e informação sobre os tipos de energia e a importância ambiental de se economizar este recurso.

 

6.   Plantio de mudas nativas, com palestra sobre flora (Desmatamento, erosão de solos, controle de poluição, assoreamento), preservação, conservação e uso racional dos recursos hídricos.

 

Comente esta notícia