Três Lagoas/MS, Quarta-Feira, 15 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020, 09h:44
Tamanho do texto A - A+

Projeto para mulheres vítimas de violência no mercado de trabalho inicia em junho

Estas mulheres serão encaminhadas a Funsat onde a acolhida será realizada inicialmente

Juliana Brum
Capital News

 

PMCG

Projeto  para mulheres vítimas de violência no mercado de trabalho inicia em Junho

Estas mulheres terão sua renda para manterem suas casas

A violência dentro dos lares tem sido algo comum durante o isolamento social e pensando nestas mulheres a  Fundação Social do Trabalho de Campo Grande em parceria com a Subsecretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, inicia a partir deste mês de Junho , um conjunto de ações para atender  e encaminhar ao mercado de trabalho, as mulheres vítimas de violência atendidas pela Casa da Mulher Brasileira (CMB).

 

O projeto tem como objetivo atender as mulheres encaminhadas pela CMB em caráter de urgência, cientes de que a situação requer meios que possibilitem autonomia às mesmas.

 

Por meio das Coordenadorias de Intermediação de Emprego, Qualificação Profissional, Serviço Social e Proinc, a Funsat realizará o atendimento diferenciado e prioritário com entrevista qualificada e orientações pertinentes aos requisitos atualmente exigidos pelo mercado formal de trabalho.

 

A Funsat através do Programa de Inclusão Profissional (Proinc) disponibilizará vagas mensalmente para que as usuárias tenham a oportunidade de se auto gerir economicamente. A inserção no Programa vai proporcionar disponibilidade de tempo para buscarem com segurança alimentar e tranquilidade, um emprego formal, com o apoio da Agência Municipal de Emprego da Fundação e do Posto de Atendimento que funciona no interior do prédio da Casa da Mulher Brasileira.

 

O Programa de Inclusão Profissional visa proporcionar ocupação, qualificação profissional e bolsa-auxílio para cidadãos que tenham de 18 a 70 anos, desempregados há pelo menos seis meses, sem carteira assinada e com renda bruta familiar de até um salário mínimo e meio, proporcionando oportunidade, geração de renda e inserção no mercado de trabalho.

 

Os trabalhadores do Proinc recebem um salário mínimo, vale-transporte, alimentação e cesta básica. É garantido um seguro de vida correspondente a 25 vezes o valor do salário mínimo para os casos de morte e até 50 vezes, em caso de invalidez e morte acidental. A Prefeitura também concede isenção de taxa de inscrições nos concursos realizados pela Prefeitura.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix