Três Lagoas/MS, Sábado, 04 de Dezembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 07 de Outubro de 2021, 13h:03
Tamanho do texto A - A+

Seriema adulta recebe implante de prótese feita em impressora 3D

Ação tornou-se pioneira na confecção de programação avançada tridimensional no país

Marina Romualdo
Especial para o Capital News

Divulgação/Portal MS

Seriema adulta recebe implante de prótese feita em impressora 3D

Ação tornou-se feito pioneira em animais silvestres no país

No mês de Setembro, o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) realizou um procedimento de confecção de prótese em impressora 3D para uma seriema adulta. A ação envolveu a programação avançada tridimensional para a confecção do membro do animal, tornando o feito pioneira em animais silvestres no país. 

 

A ave foi encaminhada para o centro pela Polícia Militar Ambiental (PMA) e estava com o membro amputado devido ao atropelamento ocorrido na região do município de Costa Rica (MS). Desta maneira, foi mais uma das ações realizadas pelo CRAS no suporte à vida selvagem em Mato Grosso do Sul. 

 

Segundo o médico veterinário do CRAS, Dr. Lucas Cazati, a prótese foi feita por filamento especial para essa finalidade e foi produzida por uma impressora 3D doada pelo naturólogo Richard Rasmussen para o mesmo. 

 

“A seriema foi vítima de atropelamento e encaminhada ao CRAS em 12 de Agosto. Ela chegou com ausência de uma das pernas devido ao atropelamento. Foi então, realizado procedimento terapêutico, exames clínicos e iniciamos o processo de produção da prótese, no intuito de proporcionar uma melhor recuperação com qualidade de vida para essa ave. Estamos agora na fase de cuidados frente a adaptação da nova perna (membro) para acompanhar a reabilitação e reintegração com outras aves da mesma espécie”, explicou o médico veterinário.

 

Ainda de acordo com Lucas, “o CRAS por ser pioneiro em banco de bicos e por executar esse tipo de manobra que reverbera na preservação das espécies, também conta agora com o apoio na produção de próteses para animais com ausência de membros. Em situações como essa, mesmo que um animal nessas condições não possa voltar à natureza, não haverá impeditivo, por exemplo, de que ele tenha qualidade de vida, continue se reproduzindo e gerando descendentes. Dessa maneira, a gente continua contribuindo para o equilíbrio na natureza”. 

 

Em março de 2020, CRAS realizou implante de bico em uma arara-Canindé, com reconhecimento nacional entre as instituições de ensino superior. 

 

O Centro de Reabilitação de Animais Silvestres fica localizado no Parque Estadual do Prosa e é uma coordenadoria da Gerência de Recursos Pesqueiros e Fauna do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), órgão vinculado à Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix