00:00:00 Terça-feira, 16 de Julho de 2024


Cotidiano Sexta-feira, 28 de Abril de 2017, 16:43 - A | A

Sexta-feira, 28 de Abril de 2017, 16h:43 - A | A

Sindicalistas fazem manifesto em praça central de Três Lagoas

Após paralisar rodovias que cercam a cidade, grupos encerraram cronograma de manifestações desta sexta

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Gian Nascimento/Capital News

Sindicalistas fazem manifesto em praça central de Três Lagoas

Segundo organizadores, mais de mil pessoas participaram do ato, porém PM estima menos de 200

As manifestações contra as reformas trabalhistas e da previdência não se restringiram às rodovias em Três Lagoas. Já no fim da manhã, vários sindicatos fizeram um ato de protesto na praça Ramez Tebet, na região central da cidade, onde foram feitos discursos aos mais de mil presentes, segundo os organizadores. A Polícia Militar estima menos de 200 manifestantes no ato.

Várias categorias como os trabalhadores em transportes rodoviários, da saúde, nas indústrias de papel e celulose, além de movimentos femininos, estudantis e da Pastoral da Juventude participaram e exibiram cartazes se declarando contra as reformas que tramitam na Câmara dos Deputados.

Gian Nascimento/Capital News

Sindicalistas fazem manifesto em praça central de Três Lagoas

Grupos exibiram cartazes contra reformas da previdência e trabalhista

Antes, os grupos junto a outros trabalhadores já haviam fechado a BR-158, saída para Brasilândia e também no trecho que dá acesso a Selvíria, e a BR-262, no perímetro urbano. Nestes locais, o congestionamento chegou a cinco quilômetros, segundo a Polícia Militar Rodoviária Federal (PRF). Apesar do movimento, poucos estabelecimentos estiveram fechados na cidade, com os bancos e correios funcionando normalmente.

Os grupos de manifestantes realizaram atos entre às 5h até 12h e apesar de pretenderem seguir com os movimentos na área central, não há qualquer nova paralisação prevista para o município nesta sexta-feira.

Comente esta notícia