00:00:00 Sábado, 20 de Julho de 2024


Cotidiano Sábado, 11 de Agosto de 2018, 08:37 - A | A

Sábado, 11 de Agosto de 2018, 08h:37 - A | A

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

Sob risco de desaparecer, Lagoa Maior tem mais 30 caminhões de areia retirados

Prefeitura iniciou trabalho após estudo alertar o risco do principal cartão postal de Três Lagoas assorea

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Divulgação

Sob risco de desaparecer, Lagoa Maior tem mais 30 caminhões de areia retirados

Escavadeiras da Prefeitura encheram 36 caminhões com areia retirada da lagoa

A Prefeitura de Três Lagoas iniciou na última quinta-feira (9) o trabalho de recuperação da Lagoa Maior, principal cartão postal do município. Até o momento, 36 caminhões de terra foram retirados da caixa de contenção, que servem como área de amortecimento de enxurradas, além de reterem parte dos materiais carregados pela água.

 

A necessidade pelos serviços se mostrou após a divulgação de estudo realizado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) alertando que a lagoa corre risco de desaparecer entre 10 e 15 anos devido a diminuição na profundidade na última década.

 

Conforme o estudo, em uma primeira amostra, realizada em 2004, a profundidade da lagoa atingia até 3,60 metros, porém, dez anos depois, diminuiu para 1,80 metros, com o recuo da margem chegando até três metros em alguns pontos.

 

 

O processo de limpeza é a solução de acordo com o autor da pesquisa, Dr. André Luiz Pinto, e caminho já realizado pelo governo municipal no início dos anos 1990, quando houve o mesmo alerta, e exigiu da Prefeitura uma escavação e limpeza da lagoa. A pasta cita a construção das caixas de contenção para evitar o assoreamento, destacando que o excesso de areia é retirado quando o nível fica elevado.

Comente esta notícia