00:00:00 Quarta-feira, 24 de Julho de 2024


Cotidiano Sexta-feira, 09 de Novembro de 2018, 18:37 - A | A

Sexta-feira, 09 de Novembro de 2018, 18h:37 - A | A

MORADIA

Sorteio garante projeto habitacional para 146 famílias

Todas irão receber o projeto da casa, as regras, prazos, os deveres e obrigações

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Prefeitura/ Arquivo

Sorteio garante projeto habitacional para 146 famílias

Iniciativa trata de novos projetos do programa Lote Urbanizado para regiões de Três Lagoas e Distrito de Arapuá 

A Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab) sorteou nesta quinta-feira (8) as 146 famílias de Três Lagoas que serão beneficiadas pelo Projeto Lote Urbanizado do Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura do município.

 

O sorteio aconteceu por um sistema digital para evitar fraudes. “Os beneficiários serão chamados para uma reunião visando sanar as dúvidas e receber uma cartilha com o passo a passo de como deverão proceder quanto as obras e o comportamento de cada mutuário”, disse.

 

Todos vão receber o projeto da casa, as regras, prazos, os deveres e obrigações, além dos direitos de cada um. “O Município está simplificando os processos de construção para os mutuários e facilitando o processo de construção das casas. Os engenheiros da obra vão acompanhar todo o processo que está previsto para terminar em oito meses”, complementou Sônia.

 

No entanto, conforme Avesani, a expectativa é que terminem bem antes desse prazo. Angelo, por sua vez, comentou que está acelerando todos os processos para agilizar as ações e as obras.

 

Todos os critérios normais nos casos de sorteios de benefícios sociais foram seguidos para a seleção dos mutuários. O resultado dos sorteios pode ser acompanhado pelo site da Agehab (www.agehab.ms.gov.br), acessando o ícone “Projeto Lote Urbanizado”, depois ir em “Lista de Beneficiários” e selecionar “Três Lagoas”.

 

Durante a reunião, Guerreiro aproveitou para tratar sobre os novos projetos do programa Lote Urbanizado para outras regiões de Três Lagoas e Distrito de Arapuá. Como resultado do pedido, a diretora da Agehab disse que já vai determinar para que isso seja incluso no planejamento de 2019.

Comente esta notícia