00:00:00 Sábado, 20 de Julho de 2024


Cultura e Entretenimento Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2023, 13:13 - A | A

Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2023, 13h:13 - A | A

Retorno

Após limpeza e captura de piranhas, Balneário de Três Lagoas será reaberto

Segundo Prefeitura, Secretaria de Desenvolvimento Econômico estuda medidas para acabar de vez com os ataques

Flávio Veras
De Três Lagoas para o Capital News

Divulgação/PMTL

Balneário Municipal “Miguel Jorge Tabox” em Três Lagoas

Balneário Municipal “Miguel Jorge Tabox” em Três Lagoas

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo (Sedect) informou, na manhã desta quinta-feira (12), que o Balneário Municipal “Miguel Jorge Tabox” estará aberto para visitação neste sábado e domingo (14 e 15).

O local foi interditado pelo órgão após os ataques de piranhas registrados no mês de dezembro. Nele foi realizada uma varredura na área de banho do ponto turístico.

Os trabalhos foram realizados em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA), Polícia Militar Ambiental (PMA) e pescadores profissionais de Três Lagoas, que desde o dia 5 deste mês estão realizando uma varredura com redes na área de banho do Balneário e conseguiram capturar 23 piranhas.

De acordo com o Prefeito Angelo Guerreiro (PSDB), os profissionais têm realizado a vistoria diariamente e nas últimas 48 horas nenhum animal foi capturado, o que leva a crer que não existe mais risco na área, por isso o Balneário será reaberto ao público neste final de semana e caso não haja mais nenhum acidente, o ponto turístico se manterá em funcionamento.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo, José Aparecido de Moraes, disse que estes acidentes são uma grande preocupação para a administração municipal e na tentativa de sanar definitivamente este problema é que na próxima semana estará em visita à Palmas (TO) onde o município enfrentava problemas semelhantes em seus rios e conseguiram implantar uma técnica que findou com os ataques de piranhas à banhistas.

Moraes disse que esta técnica será estudada e que, caso seja possível e viável, vai ser implantada em Três Lagoas.

Comente esta notícia