Três Lagoas/MS, Domingo, 25 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018, 18h:49
Tamanho do texto A - A+

Grupo coreano quer investir mais de R$ 7 bilhões em cidade do interior

Município foi escolhido por ser ponto estratégico entre São Paulo e Paraná, além da proximidade com a Usina Hidrelétrica

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Nova News/Cedida

Grupo coreano quer investir mais de R$ 7 bilhões em cidade do interior

Os sul coreanos foram ao município para conhecer uma área de aproximadamente 300 hectares

Com cifras na casa de R$ 7 bilhões, um grupo coreano chamado Korea System Business (KSB) manifestou interesse em investir na cidade de Anaurilândia, na região sul do Estado. Durante as negociações os executivos já assinaram protocolo de intenção com a Prefeitura do município.

 

O local é estratégico, pois o município fica na divisa dos Estados de São Paulo e Paraná, além da proximidade com a Usina Hidrelétrica Sérgio Motta, de acordo com o site Nova News. Ainda, comentaram que devido à grande incidência solar e o terreno plano foram características que chamaram a atenção dos empresários.

 

Os executivos comentaram que já visitaram vários municípios de Mato Grosso do Sul, no entanto ao chegarem em Anaurilândia encontraram um local com um grande potencial. O Executivo Municipal deu um sinal positivo nos projetos com o intuito de desenvolver a região a partir da geração de emprego e renda. 

 

O prefeito municipal, Edinho Takazono (MDB) deu sinal de interesse na parceria da área industrial, os sul coreanos retornaram ao município para conhecer uma área de aproximadamente 300 hectares em que o município, junto com a Câmara de Vereadores e supervisão do Ministério Público. 

 

Auxiliado por uma intérprete, o executivo Jong Park da Korea System Business comentou que a princípio buscavam uma parceria para a implantação de uma usina de produção de energia fotovoltaica, aliada a uma fábrica de placas para a produção de energia solar.

 

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio do município, Elizeu Muchon, está confiante com a vinda da usina geradora de energia fotovoltaica, o projeto segundo ele atrairá outras indústrias multinacionais em busca de energia limpa. Nos próximos dias, a KSB deverá apresentar o projeto de viabilidade econômica que será analisado pelo Conselho de Desenvolvimento e, posteriormente, encaminhado para a Câmara Municipal para aprovação. 

 

Os recursos para o investimento segundo eles, grande parte do dinheiro já está garantido através de um fundo financeiro adquirido pelo grupo e que o prazo para o início da construção do complexo industrial já está previsto para julho de 2019.

 

Segundo o prefeito, o projeto é grandioso e na fase inicial geraria cerca de mil empregos diretos. “Trata-se de um sonho que começamos juntos e agora, com a assinatura da carta consulta, a se tornar realidade”, disse o gestor.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix