Terça-feira, 25 de Junho de 2024


Economia Sexta-feira, 30 de Outubro de 2015, 16:44 - A | A

Sexta-feira, 30 de Outubro de 2015, 16h:44 - A | A

Projeto Horizonte

Projeto de expansão da Fibria gera 40 mil empregos durante dois anos em Três Lagoas

Quando entrar em operação, no último trimestre de 2017, a nova linha de celulose da Fibria terá 3 mil postos de trabalho

Myllena de Luca
Capital News

Prefil News

Projeto de expansão da Fibria gera 40 mil empregos durante dois anos em Três Lagoas

Lançamento da pedra fundamental do Projeto Horizonte 2 da Fibria

A Fibria realizou o lançamento da pedra fundamental do Projeto Horizonte 2. O projeto amplia a capacidade de produção da unidade de Três Lagoas em Mato Grosso do Sul. A cerimônia, que aconteceu nesta sexta-feira (30), deu início nas obras de construção civil que estão em andamento.


O Projeto Horizonte 2, aprovado pelo Conselho de Administração da Fibria no dia 14 de maio, tem um investimento de R$ 7,7 bilhões. Durante os dois anos de execução do projeto, serão criados aproximadamente 40 mil empregos diretos e indiretos. Serão cerca de 10 mil trabalhadores. Quando entrar em operação, no último trimestre de 2017, a nova linha de celulose da Fibria terá 3 mil postos de trabalho, entre diretos e indiretos.


O projeto de expansão da Fibria está previsto para entrar em operação no quarto trimestre de 2017. A unidade da empresa em Três Lagoas terá sua capacidade de produção ampliada de 1,75 milhão de toneladas de celulose no ano para 3,05 milhões de toneladas de celulose.


“A ampliação da unidade de Três Lagoas é um marco na história da Fibria, que retoma a sua vocação de crescimento com responsabilidade. O início das obras de construção civil é consequência de um projeto muito bem trabalhado, que já está com os principais contratos de fornecimento assinados. É com muito orgulho que estamos fazendo esse grande investimento no Brasil, gerando empregos, melhoria na qualidade de vida e desenvolvimento para Três Lagoas, para Mato Grosso do Sul e para o Brasil”, afirma o presidente da Fibria, Marcelo Castelli.

 

A celulose produzida pela Fibria em Três Lagoas é levada por transporte ferroviário até o Porto de Santos (SP), de onde é exportada para os mercados europeu, norte-americano e asiático. A capacidade total de produção passará dos atuais 5,3 milhões de toneladas de celulose no ano para mais de 7 milhões de toneladas de celulose/ano, consolidando a Fibria como a maior produtora mundial de celulose de eucalipto.


O evento contou com a participação da ministra da agricultura, Katia Abreu, que representou a presidente Dilma (PT), que cancelou a visita ao município de última hora, por conta de problemas de saúde com a mãe. O governador do estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), a senadora Simone Tebet (PMDB) e a prefeita Marcia Moura (PMDB), além de outros políticos, como deputados e  vereadores, participaram da solenidade.
enidade.

Comente esta notícia