00:00:00 Sexta-feira, 19 de Julho de 2024


Economia Quinta-feira, 23 de Agosto de 2018, 14:37 - A | A

Quinta-feira, 23 de Agosto de 2018, 14h:37 - A | A

REAJUSTE

Três Lagoas e outras quatro cidades da região terão aumento na conta de energia

Acréscimo será superior a 20% e se justifica devido à aquisição de energia e ao risco hidrológico

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

A conta de energia ficará mais cara para os moradores de Anaurilândia, Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Selvíria e Três Lagoas. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou um acréscimo de 24,42% na tarifa das contas dos cinco municípios que são atendidos pela concessionária Elektro Eletricidade e Serviços, que atende, além da região Leste de Mato Grosso do Sul, no Estado de São Paulo.

Reprodução

Três Lagoas e outras quatro cidades da região terão aumento na conta de energia

Conta de energia terá um aumento superior a 24% em cinco cidades da região Leste

 

Conforme a Aneel, o aumento se deve aos chamados componentes financeiros, relacionados principalmente à aquisição de energia e ao risco hidrológico. Para calcular o reajuste, a agência federal leva em consideração a variação dos custos e a prestação de serviço, conforme prevê no contrato de concessão.

Os componentes financeiros, por exemplo, responderam por 13,36% do reajuste médio de 24,42% aprovado. Por outro lado, esse mesmo efeito financeiro tende a diminuir em 2019, quando ocorre o próximo processo tarifário da distribuidora. O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV).

Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).

Comente esta notícia