Três Lagoas/MS, Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quarta-Feira, 25 de Setembro de 2019, 17h:25
Tamanho do texto A - A+

Acusado de levar vítima para o “tribunal do crime” é preso

Érica Rodrigues foi encontrada morta com pelo menos 40 facadas

Elaine Silva
Capital News

 

Divulgação/Polícia Civil

Acusado de levar  vítima para o “tribunal do crime” é preso

Carro usado para o 'sequestro' da vítima

 

Quinto envolvido na morte de Érica Rodrigues Ribeiro, 29 anos, identificado como A. F. S., 35 anos, foi preso na última segunda-feira (23) em Três Lagoas. A vítima teria sido  vítima do chamado “tribunal do crime”, conforme a investigação policial. 

 

“Diante dos fatos, nós representamos pela prisão temporária do acusado, que foi deferida pela Justiça, e no momento da prisão apreendemos também o veículo”, relata o delegado Roberto Guimarães, responsável pelo caso. A. F. S teria sido o motorista  do veículo Vectra, cor branca, utilizado para sequestrar a vítima.

 

Cinco dos envolvidos foram localizados e presos temporariamente. O inquérito policial que apura o caso tramita junto à 1ª Delegacia de Polícia Civil. “As investigações prosseguem no sentido de identificar outros envolvidos, bem como esclarecer a motivação”, finaliza o delegado Roberto.

 

Numa ação conjunta entre o Setor de Investigações Gerais da Polícia Civil de Três Lagoas e a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas, foram identificados e localizados quatro envolvidos no crime, D. S. A., 22 anos, S. F. S., 31 anos, L. P. A., 22 anos e M. B. S., 30 anos. Todos tiveram as prisões temporárias decretadas pela 1ª Vara Criminal. Conforme a Polícia Civil, M. B. S., foi o responsável pelo local em que a vítima foi levada antes de ser morta.

 

Caso

Érica Rodrigues foi encontrada morta com pelo menos 40 facadas na terça-feira, 3 de setembro, no local denominado Cascalheira, às Margens do rio Sucuriú, em Três Lagoas. Na noite anterior familiares denunciaram à polícia que quatro pessoas, sendo dois homens e duas mulheres, estiveram na casa da vítima, em um carro branco, conversaram com Érica, que foi colocada à força no veículo e levada para o local onde foi morta.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix