Três Lagoas/MS, Sábado, 31 de Julho de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Sexta-Feira, 16 de Julho de 2021, 16h:53
Tamanho do texto A - A+

Após denúncias, acusado de tráfico de drogas é preso em condomínio

Autor primeiro mostrou a casa de sua mãe para os policiais

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/PCMS

Após denúncias, acusado de tráfico de drogas é preso em condomínio

Caso aconteceu por meio do SIG de Três Lagoas

Setor de Investigações Gerais (SIG) de Três Lagoas, após receberem informações sobre comércio de tráfico de entorpecentes no  condomínio Novo Oeste, residencial Tuiuiu, abordaram um jovem de 23 anos, o qual portava a quantia de R$ 25. Ele já vinha sendo denunciado pela prática de tráfico de entorpecentes e também foi preso pelo mesmo crime em outubro do ano passado.

Ao ser questionado se possuía drogas em sua casa, ele negou e autorizou o acesso dos policiais ao local, cuja busca no interior resultou negativa. Os policiais, vistoriaram embaixo da escada que dá acesso aos apartamentos do piso superior, momento em que o investigado demonstrou certo nervosismo e acabou confessando que tinha entorpecente ali, indicando uma mochila escolar que continha, em um de seus compartimentos, 34 trouxinhas de maconha e 11 trouxinhas de crack, prontas para serem comercializadas.

Segundo a Polícia Civil com a chegada da mãe do investigado ao local, a mesma disse que o filho não residia ali. Ela contou que seu filho morava num apartamento no condomínio Pereira Barreto, residencial Orestinho, sendo que antes mesmo da diligência até o local, o jovem disse que lá teria mais uma porção de maconha, duas balanças e dinheiro.

Os investigadores foram até o local, na companhia de familiares do investigado, e localizaram, dentro do congelador da geladeira, uma porção de maconha que pesou cerca de 196 gramas, além de duas balanças de precisão e a quantia de R$ 361 e petrechos para acondicionar entorpecentes. Acusado foi encaminhado à sede do SIG, onde foi autuado em flagrante por crime de tráfico de entorpecentes e encaminhado ao presídio local, à disposição da Justiça.

Serviço
Denúncias poderão ser realizadas através dos telefones 67.3929.1173, 67.3521.4984 ou 67-9.9226.8210(WhatsApp), sendo que será mantido o anonimato do denunciante.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix