00:00:00 Domingo, 21 de Julho de 2024


Polícia Segunda-feira, 19 de Março de 2018, 11:28 - A | A

Segunda-feira, 19 de Março de 2018, 11h:28 - A | A

EM INVESTIGAÇÃO

Após mastigar feijoada envenenada, homem dá para três cães e todos morrem

Suspeita é que a sogra da vítima tenha posto veneno na comida

Laura Holsback
Capital News

Inquérito policial foi aberto para investigar uma tentativa de assassinato que teria sido cometida por envenenamento, em Três Lagoas. A suspeita existiu depois que o homem, de 42 anos, mastigou comida e sentiu forte gosto amargo, depois deu para os três cães da casa e todos morreram. O fato aconteceu no almoço deste domingo (18), que a sogra da vítima teria preparado.

 

Divulgação/Hospital Auxiliadora

Hospital de Três Lagoas investe mais de R$ 1 milhão em construção de Centro de Hemodiálise

Vítima segue em observação no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora

A vítima foi levada por equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao hospital Nossa Senhora Auxiliadora após se sentir mal. Na unidade, ela forneceu informações à polícia. Segundo as declarações, durante o almoço a sogra do homem preparou uma feijoada e lhe serviu em um prato separado. 

 

O homem pegou um pedaço de linguiça calabresa e mastigou, mas sentiu que estava muito amargo, então cuspiu na pia, pegou outro pedaço e colocou na boca novamente e outra vez sentiu que o alimento estava com sabor diferente. Ele conta que desistiu de comer a comida porque ficou com um gosto muito ruim na boca, e pediu ao enteado que fosse comprar um litro de leite para tomar. 

 

Depois de tomar o leite, ele pegou a comida e colocou para os três cachorros comerem. Logo em seguida os animais passaram mal e morreram. Temendo pela vida, o homem decidiu chamar socorristas e foi levado ao hospital. 

 

O homem contou para policiais que ele e a sogra nunca tiveram qualquer desentendimento e que sempre a tratou muito bem. A informação foi confirmada pela companheira dele, mas ela disse que a mãe sempre demonstrou uma certa raiva da vitima e sempre a olhava com ódio. 

 

A sogra apontada como suspeita de ter envenenado a comida nega o fato e disse que não tem nada contra o genro. Médico plantonista disse aos policiais que não tem como afirmar que houve algum tipo de envenenamento porque o paciente ao entrar no hospital apresentava um quadro de sudorese e palidez comum. Exame foi feito e autoridades aguardam o laudo para esclarecer o caso. 

 

Comente esta notícia