00:00:00 Domingo, 21 de Julho de 2024


Polícia Terça-feira, 03 de Agosto de 2021, 09:21 - A | A

Terça-feira, 03 de Agosto de 2021, 09h:21 - A | A

Encontrado

Dono de depósito de reciclagem é preso por receptação

Empresário vai responder por receptação qualificada

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/PCMS

Dono de depósito de reciclagem é preso por receptação

Foram levados um pneu de caminhão, além de peças mesa de ferro artesanal, e grade de ferro

Proprietário de um depósito de reciclagem, localizado na Rua Oscar Guimarães, no Bairro Santo André, em Três Lagoas, foi preso em flagrante, na manhã desta segunda-feira, 02/08, pela Polícia Civil. O empresário vai responder por receptação qualificada, o que não lhe dá direito à fiança, razão pela qual foi encaminhado ao presídio local, à disposição da justiça.

 

Após uma moradora do Bairro Jardim das Paineiras procurar a delegacia para relatar que desde o último dia 30 de julho sua residência estava sendo alvo de furtos, os policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG) iniciaram diligências para tentar localizar o autor e tentar recuperar os objetos furtados. Foram levados um pneu de caminhão, além de peças mesa de ferro artesanal, e grade de ferro. Conforme a Polícia Civil, a vítima informou que na madrugada de hoje, o autor do furto retornou ao local e ela o seguiu, tendo conseguido ver o momento em que os objetos furtados foram deixados no depósito de reciclagem.                       

 

Quando os policiais tomaram conhecimento dos fatos, foram até o local, onde o proprietário, D.H.S.X, de 33 anos, ao ser interpelado, negou que tivesse adquirido os objetos, mas diante das provas apresentadas pelos policiais, acabou confessando. Diante dos fatos foi data voz de prisão ao autor, que foi encaminhado à delegacia em flagrante delito, sendo que posteriormente ele foi encaminhado ao presídio onde ficará à disposição da justiça.  

 

Serviço

Denúncias de crimes realizados em Três Lagoas poderão ser realizadas por meio dos telefones (67) 3929-1173 ou (67)99226-8210 (WhatsApp), sendo garantido o anonimato do denunciante.

 

Comente esta notícia