00:00:00 Quinta-feira, 25 de Julho de 2024


Polícia Terça-feira, 04 de Julho de 2017, 18:53 - A | A

Terça-feira, 04 de Julho de 2017, 18h:53 - A | A

VIOLÊNCIA

Em apenas seis meses, Três Lagoas registra aumento de 75% em casos de roubo e furto

Números de janeiro a junho deste ano já são maiores que os registrados nos 12 meses de 2016

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Divulgação

Em apenas seis meses, Três Lagoas registra aumento de 75% em casos de roubo e furto

Números foram registrados pela Polícia Militar de Três Lagoas, que garante reforço na segurança

Os números de casos de roubo e furto cresceram 75% em Três Lagoas neste ano. O percentual já seria assustador se fosse uma comparação entre os seis primeiros meses de 2016 com os de 2017, no entanto, o índice se mostra ainda mais preocupante já que compara os registros entre janeiro de junho de 2017 com os 12 meses de 2016.

Nos seis primeiros meses deste ano, a Polícia Militar registrou 290 casos de roubos – quando há contato da vítima com o ladrão – e furto – não há violência ou ameaça contra a vítima. Já em 2016, de janeiro a dezembro, apenas 165 ocorrência chegaram até a PM. A média mensal dos crimes passou de 13,7 para 48,3.

O aumento no índice fez com que o Setor de Inteligência da Polícia Militar realizasse um mapeamento de quais locais os criminosos mais atacam, considerando todos os bairros e distrito do município de 115 mil habitantes. O majo Ênio Souza, do 2º Batalhão da PM garante que a segurança tem sido aumentada.

“O levantamento foi feito, conforme os boletins de ocorrências. Verificamos as regiões, bairros e, agora, estamos concentrando as viaturas, de uma forma preventiva, nessas áreas. Também desenvolvendo operações, abordagens, em locais onde há reincidências. A polícia está bem atenta e trabalha para diminuir os índices”, disse ao site JP News.

Conforme o relatório, o objetivo preferido dos bandidos tem sido os aparelhos celulares, que representam 60% das queixas, ou seja, 174 roubos ou furtos, sendo 80 recuperados, índice considerado positivo pela Polícia Militar. Os casos do tipo são levados e tratados pela Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas.

Comente esta notícia