00:00:00 Domingo, 21 de Julho de 2024


Polícia Sexta-feira, 04 de Agosto de 2017, 09:38 - A | A

Sexta-feira, 04 de Agosto de 2017, 09h:38 - A | A

Fake

Homem preso por criar fake de policial morto disse que foi um “momento de bobeira”

O “fake” usou a página falsa por algumas semanas e se passava pelo policial Edu Wesley, que era casado, para conquistar e adicionar mulheres

Cristiano Arruda
Capital News

JPnews

Preso homem que criou Facebook falso com fotos de PM morto há 7 anos

Tudo não passo de um “momento de bobeira”, disse Genivaldo

Identificado como Genivaldo Francisco da Silva, de 37 anos, o homem que está preso por ter criado um perfil no facebook, com fotos de um Polícial Militar, assassinado há 7 anos, Na delegacia o suspeito disse que tudo não passou de um “momento de bobeira”. 

 

De acordo com o site JPNews, o homem disse que “foi uma bobeira, molecagem. Peço desculpas, não pensei nas consequências. Quero pedir perdão para todas as mulheres que eu adicionei”, disse o homem aos policiais, momento em que foi preso em frente a uma unidade de saude, na acasião ele estava com sua esposa que faria um exame.

 

JPnews

Preso homem que criou Facebook falso com fotos de PM morto há 7 anos

Preso homem que criou Facebook falso com fotos de PM morto há 7 anos

O “fake” usou a página falsa por algumas semanas e se passava pelo policial Edu Wesley, que era casado, para conquistar e adicionar mulheres. O suspeito preso diz estar arrependido do que fez e vai responder pelos crimes de falsidade ideológica e vilipêndio a cadáver (desrespeito aos mortos e previsto no Código Penal Brasileiro). Ele está preso na 1ª Delegacia da Polícia Civil de Três Lagoas.

 

O caso veio à tona na na quarta-feira (2), quando veículos de comunicação divulgaram a repercusão do ocorrido. As fotos do policial foram retiradas da página falsa por Genivaldo. No entanto, uma denúncia levou a polícia a identificá-lo.

 

A esposa do suspeito faz tratamento contra câncer no intestino. Ao ser questionado sobre a questão, Genivaldo disse que vai pedir perdão. “Eu vou conversar com a minha esposa, vou ver se ela vai conseguir me perdoar”, encerrou.

Comente esta notícia