Três Lagoas/MS, Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 17h:54
Tamanho do texto A - A+

Operação contra fraudes em licitações termina com quatro presos

Além do empresário douradense divulgado pela manhã, outros dois empresários e um servido público foram detidos

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Olimar Gamarra / Rio Brilhante em Tempo Real

Operação contra fraudes em licitações termina com quatro presos

Material apreendido será analisado em busca de novas provas contra os envolvidos

A Operação Depuração, realizada nesta manhã de quinta-feira (12) pela Polícia Civil terminou com quatro presos temporários de cinco dias em Dourados e Rio Brilhante. A ação investiga fraudes em licitações na prefeitura de Rio Brilhante.

 

O Capital News divulgou, ainda durante a realização da operação, a prisão de um sócio de uma loja de móveis em Dourados. Ele também é proprietário de uma agência de turismo e teria participado de licitações na prefeitura entre 2017 e 2018. Além, outros dois empresários e um servidor da prefeitura, que atuava no setor de compras, também foram em presos nos dois municípios. Esses três seriam de Rio Brilhante.

 

A ação polícia foi realizada com 12 mandados de busca e apreensão (seis em cada município) e entre os materiais apreendidos celulares e computadores vão passar por análise de especialistas em busca de mais provas contra os acusados.

 

De acordo com a polícia, os presos teriam participação ativa nas fraudes de licitações e também associação criminosa. O delegado responsável pelo caso, Guilherme Sarian, acredita que o esquema sempre passava pelo servidor e tinha três frentes: nas compras de materiais de escritório, materiais publicitários e em peças automotivas. Os presos devem ser encaminhados para o presídio de Rio Brilhante.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix