Segunda-feira, 17 de Junho de 2024


Polícia Quinta-feira, 31 de Outubro de 2019, 14:26 - A | A

Quinta-feira, 31 de Outubro de 2019, 14h:26 - A | A

Dia das bruxas

Operação Halloween tem cinco mandados cumpridos

Ação busca esclarecer homicídio de Érica Ribeiro

Elaine Silva
Capital News

Operação Halloween tem cinco mandados cumpridos

Mandados são cumpridos nos municípios de Tupi Paulista (SP), Campo Grande, Bataguassu e Nova Andradina.

 

Deflagrada nesta quinta-feira (31) a Operação Halloween busca esclarecer o homicídio de Érica Rodrigues Ribeiro,29 anos. Estão sendo cumpridos 19 mandados de prisão e 10 de busca e apreensão estão sendo cumpridos em diversas cidades da região.

 

Divulgação/Rádio Caçula

Operação Halloween tem cinco mandados cumpridos

Duas mulheres foram detidas na rua Paranaíba

Na ação conforme o site Rádio Caçula, foram presos um homem identificado como V. G. R. no bairro São Carlos. Duas mulheres J. M. F., de 26 anos e R. M. F., de 55 anos, na rua Paranaíba, nas proximidades da Lagoa Maior. Uutras duas pessoas, ainda não identificadas foram detidas na cidade de Água Clara (MS). Mandados também são cumpridos nos municípios de Tupi Paulista (SP), Campo Grande (MS), Bataguassu (MS) e Nova Andradina (MS).

 

As informações apontam que os mandados seriam para membros de uma associação criminosa que teria conduzido um "tribunal do crime" contra Érica e executado a morte da mulher. Érica foi sequestrada e assassinada no início do mês de setembro de 2019.

 

Divulgação/Rádio Caçula

Operação Halloween tem cinco mandados cumpridos

V. G. R. foi preso no bairro São Carlos

Caso

Érica foi sequestrada e assassinada no último dia 03 de setembro. A Polícia Civil foi acionada sobre um cadáver encontrado na região conhecida como "cascalheira", às margens do rio Sucuriú. Conforme familiares, na noite anterior ao crime, quatro pessoas, sendo dois homens e duas mulheres, ambos desconhecidos, estiveram em sua residência, utilizando um veículo, agarraram a vítima e a sequestraram.

Durante as investigações, foi descoberto que o corpo da vítima havia sido golpeado ao menos 40 vezes. 

 

Segundo o delegado responsável pelo Setor de Investigações Gerais (SIG) Ailton Pereira, a vítima estava cumprindo pena em regime domiciliar e foi levada a força de casa por volta das 20h. A mulher ainda teria ligado para a mãe um tempo depois, dizendo que estava tudo bem e que logo voltaria para casa.

 

Comente esta notícia