00:00:00 Quinta-feira, 25 de Julho de 2024


Polícia Sábado, 03 de Novembro de 2018, 12:34 - A | A

Sábado, 03 de Novembro de 2018, 12h:34 - A | A

APURAÇÃO

Perícia realiza exames para investigação de estupro de jovens

Conforme relato das universitárias, o estupro aconteceu enquanto elas dormiam em um quarto na casa do acusado

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Gian Nascimento/Capital News

Perícia realiza exames para investigação de estupro de jovens

Um grupo de estudantes realizou protesto, na terça-feira (30), na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul do Campus de Três Lagoas

Foi colhido por uma perita do Instituto Médico e Odontológico Legal (Imol) de Três Lagoas, o material de secreção vaginal de duas estudantes que acusam um colega de faculdade de estupro.

O inquérito foi aberto pela Delegacia da Mulher de Três Lagoas. Conforme o site JP News, os exames foram realizados no início desta semana, logo após as acusações das jovens, de 20 e 21 anos, que teriam dormido em uma república, após uma festa, e sido violentadas pelo acusado.

Após a denúncia, o aluno foi preso, mas liberado na terça-feira (30), após audiência na 2ª Vara Criminal da cidade. Um grupo de estudantes realizou protesto, na terça-feira (30), na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul do Campus de Três Lagoas. A direção da UFMS informou que vai apurar o caso.

O caso
Conforme as duas universitárias elas foram estupradas enquanto dormiam em um quarto na casa do acusado, no Bairro Vila Nova, em Três Lagoas. Ambas passaram mal após ingerirem bebida alcoólica no churrasco na residência. Ao irem dormir no quarto do morador da república foram abusadas sexualmente.

Ao acordarem às 6h sentiram uma sensação estranha e ao seu lado estava o jovem C.L.F.S de 20 anos sem camisa. Elas afirmaram ao jovem que estavam sentindo fortes dores vaginais e decidiram ir embora. Ao comentar com um amigo que estava na festa, o mesmo afirmou que viu o rapaz passar as mãos por dentro do short dela enquanto dormia.

A Polícia Civil foi acionada e uma equipe de investigação foi até o local e apreendeu o lençol da cama. O suspeito C.L.F.S foi encontrado na casa de sua mãe e encaminhado até a Delegacia para formalização da prisão em flagrante delito pelos estupros de vulneráveis.

Comente esta notícia