Segunda-feira, 24 de Junho de 2024


Polícia Quarta-feira, 26 de Agosto de 2015, 11:51 - A | A

Quarta-feira, 26 de Agosto de 2015, 11h:51 - A | A

Caçadores

PMA autua três caçadores presos pela Patrulha PM Rural em Três Lagoas

Cada caçador foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 500,00

Myllena de Luca
Capital News

Divulgação

Caçadores de animais silvestres são apreendidos portando armas de fogo

No veículo dos suspeitos foi encontrado um animal Tatu Galinha abatido, que se encontra em extinção na fauna brasileira.

Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas (MS) foram acionados na última terça-feira (25), pelo grupo de Policiamento Rural da PM, em razão da prisão de três caçadores com diversas armas e um animal silvestre abatido na última segunda-feira (24). A equipe foi à Delegacia de Polícia Civil, onde estavam os três caçadores de 23, 28 e 31 anos. Eles tinham sido detidos na BR 158, a 15 km da cidade, quando voltavam de uma caçada, às 2h30.


Com eles foram apreendidas duas espingardas calibre 36 e uma espingarda de pressão, um arpão de pesca, vários cartuchos calibre 36 e um veículo Ford Del Rey. Dentro do carro havia um tatu-galinha abatido, que está em extinção. Os caçadores que foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil pela PM, onde eles foram autuados por porte ilegal de arma e por caça ilegal.

 

A pena para o crime de porte ilegal de arma é de dois a quatro anos de reclusão. O crime ambiental de caça ilegal prevê pena de seis meses a um ano de detenção. Cada caçador foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 500,00.


Comente esta notícia