00:00:00 Domingo, 21 de Julho de 2024


Polícia Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018, 18:09 - A | A

Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018, 18h:09 - A | A

OPERAÇÃO

Polícia Civil fecha estabelecimento por suspeita de exploração sexual de adolescente

Três pessoas acabaram presas durante a operação, sendo duas mulheres e um homem

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Divulgação

Polícia Civil fecha estabelecimento por suspeita de exploração sexual de adolescente

A Delegacia de Atendimento à Mulher de Três Lagoas foi informada por meio de denúncia do Disque 180

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul realizou uma operação para fiscalizar um estabelecimento onde ocorria exploração sexual de um adolescente em Três Lagoas. Com o comando da delegada Patrícia Abranches, contou ainda com a participação de outros dois delegados, um Investigador e o apoio da Polícia Militar.

 

A Delegacia de Atendimento à Mulher de Três Lagoas foi informada por meio de denúncia do Disque 180, a existência de uma menor sendo explorada sexualmente em um estabelecimento no Bairro Vila Alegre. Ao chegar no local na noite de sexta-feira (21), constatou-se a presença de uma adolescente sem documento de identificação.

 

Três pessoas, sendo duas mulheres e um homem, foram encaminhados para DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento à Comunidade) para formalização da prisão em flagrante pela Delegada de Polícia Plantonista Letícia Mobis. 

 

 

Confirmou-se de um delito previsto no artigo 218-B do Código Penal, onde consta o favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança, adolescente ou de vulnerável, no qual o crime é hediondo e possui pena de 4 a 10 anos de reclusão.

Comente esta notícia