Três Lagoas/MS, Sábado, 04 de Dezembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quarta-Feira, 27 de Outubro de 2021, 08h:54
Tamanho do texto A - A+

Polícia Federal deflagra operação contra fraude no auxílio emergencial em Mato Grosso do Sul

Investigados criavam contas na poupança digital em nome terceiros

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Polícia Federal

Polícia Federal deflagra operação contra fraude no auxílio emergencial em Mato Grosso do Sul

Operação “Inescrupulosos”

Operação “Inescrupulosos”, visa apurar fraudes na obtenção do auxílio emergencial no município de Deodápolis, nesta quarta-feira (27). A investigação da Polícia Federal, tiveram início em maio/2021 a partir da análise de informações registradas na Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial (BNFAE), que identificou o beneficiário das fraudes relacionadas à concessão do benefício emergencial. 

 

Estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Deodápolis, expedidos pela Justiça Federal, com a finalidade de identificar a participação de outros envolvidos ou vítimas nas fraudes bancárias.  

Divulgação/Polícia Federal

Polícia Federal deflagra operação contra fraude no auxílio emergencial em Mato Grosso do Sul

Operação “Inescrupulosos”

 

A investigação demonstrou que os investigados criavam contas fraudulentamente em nome de terceiros no aplicativo “Caixa Tem” para, posteriormente, efetuarem o pagamento de boletos bancários cujos valores eram depositados em contas de titularidade dos próprios investigados, segundo as informações da Polícia Federal. 

 

As ações de combate às fraudes ao Auxílio Emergencial fazem parte de uma Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial que congrega a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, TCU e CGU. 

 

Nome

O nome da operação “Inescrupulosos” faz alusão ao modo de atuação dos investigados que, mesmo diante da pandemia da Covid-19, vislumbraram a oportunidade de fraudar o auxílio emergencial, sem se importar com a vulnerabilidade de milhares de brasileiros que realmente faziam jus ao pagamento.

 

Serviço

A Delegacia da Polícia Federal em Dourados/MS mantém canal de denúncias anônimas pelo telefone (67) 3420-1700.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix