00:00:00 Terça-feira, 16 de Julho de 2024


Polícia Segunda-feira, 06 de Agosto de 2018, 16:22 - A | A

Segunda-feira, 06 de Agosto de 2018, 16h:22 - A | A

ASSASSINATO EM TABACARIA

Suspeitos de participação em assassinato de cantor são presos em Três Lagoas

Quatro pessoas foram detidas por darem suporte ao autor do homicídio, que continua foragido

Gian Nascimento e Leonardo Barbosa
Capital News

Reprodução / TVC

Suspeitos de participar de assassinato de cantor são presos em Três Lagoas

Suspeitos foram levados à delegacia e acabaram presos por participarem do crime

 

Quatro pessoas foram presas pela Polícia Militar de Três Lagoas suspeitos de participarem do assassinato do cantor Jorge Edson Ferreira, o Pele Negra, na madrugada do último domingo (5). Os suspeitos não teriam participado diretamente do homicídio, porém, de acordo com o batalhão, forneceram a arma com que Márcio Pereira Viana teria utilizado para fazer os disparos e acobertaram o autor na fuga.

 

Os detidos foram identificados como Geovane de Oliveira, de 22 anos, e o irmão José Edi Gomes de Oliveira Sobrinho, que estavam com Márcio Viana na tabacaria no momento em que houve o desentendimento com os seguranças. José Edi, inclusive, teria ido buscado a arma, com capacidade para cinco tiros, que o autor utilizou para cometer o crime.

 

Outro detido foi David Gomes de Oliveira, de 39 anos, que teria acobertado Márcio Viana em seu rancho, no Cinturão Verde, logo após o homicídio. Um primo de Geovane e José Edi também foi levado à delegacia para prestar depoimento, enquanto a namorada de Márcio também acabou presa por estar com o companheiro no momento do crime.

 

Até o momento a Polícia Militar não conseguiu localizar Márcio Viana. Os detidos confessaram terem tido contato com o suspeito, porém não disseram não saber onde se encontra. A arma do crime, que pertence a José Edi, também não foi localizada.

 

Facebook / Reprodução

Dois são presos por favorecimento à assassino de cantor em Três Lagoas

Informações sobre o paradeiro do criminoso devem ser repassadas à PM pelo telefone 190. Não é necessário que o denunciante se identifique

O crime

 

 

Márcio Pereira Viana, de 24 anos, teria se revoltado depois de ser colocado para fora de uma tabacaria, no bairro Vila Nova, em Três Lagoas. Como vingança, ele, do lado de fora, disparou cinco vezes em direção a porta da casa noturna. Os tiros acertaram o músico Jorge Edson dos Santos, o “Pele Negra”, de 27 anos, o segurança Fernando Lenquistt Farhat, de 32 anos e Gilberto Ferreira dos Santos, de 21 anos, funcionário da tabacaria. Pele Negra morreu no local, Fernando está internado em estado grave e Gilberto já recebeu alta e passa bem.

Comente esta notícia