00:00:00 Quinta-feira, 25 de Julho de 2024


Política Quarta-feira, 21 de Novembro de 2018, 15:37 - A | A

Quarta-feira, 21 de Novembro de 2018, 15h:37 - A | A

LEGISLATIVO

Câmara aprova criação de Central para auxílio de deficientes auditivos

A Central ficará vinculada a uma Secretaria ou Coordenadoria competente, a critério do Executivo Municipal

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Divulgação

Câmara aprova criação de Central para auxílio de deficientes auditivos

A proposta teve parecer favorável das Comissões de Constituição, Justiça e Redação Final, Finanças e Saúde

Os vereadores da Câmara de Três Lagoas aprovaram nesta terça-feira (20) o projeto de lei que cria a Central de Interpretação da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e Guias (intérpretes para pessoas com deficiência auditiva), no município. Durante a tramitação, a proposta teve parecer favorável das Comissões de Constituição, Justiça e Redação Final, Finanças e Saúde.

 

O projeto é de autoria dos vereadores Tonhão e Sirlene e visa, segundo eles prestar um tratamento diferenciado às pessoas com deficiência auditiva, incluindo o fornecimento de informações exatas acerca dos serviços públicos municipais, através de diversos meios de comunicação, inclusive através de atendimento presencial (artigo 1º).

 

A Central ficará vinculada a uma Secretaria ou Coordenadoria competente, a critério do Executivo Municipal. Conforme o parágrafo 2º, o atendimento presencial consiste em disponibilizar intérpretes de Libras e guias-intérpretes para pessoas com deficiência auditiva, sempre através de prévio agendamento, nos prédios e repartições públicas municipais, para auxiliar na comunicação de pessoas com deficiência auditiva, com o objetivo de que possam receber uma adequada prestação do serviço público municipal.

 

A proposta ainda define, via artigo 3º, que para a concretização da Central, o Executivo Municipal poderá estabelecer ações e parcerias, quando necessário, com órgãos públicos, entidades, obedecida a legislação vigente. 

Na Tribuna, o vereador Tonhão afirmou que o projeto é de extrema importância, encontrando legalidade. Ele informou ainda que a proposta foi apresentada ao prefeito, sendo importante ainda pelo caráter social e inclusivo.

 

Com a aprovação dos vereadores, a proposta segue para sanção do prefeito e publicação em Diário Oficial, par se tornar lei.

Comente esta notícia