Três Lagoas/MS, Sábado, 04 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020, 08h:45
Tamanho do texto A - A+

Rodrigo Maia pede conversa com Acolumbre sobre mudanças no texto do Projeto das Fakes News

Projeto tem sofrido críticas de parlamentares de entidades e de ativistas

Juliana Brum
Capital News

Gilmar Félix/Câmara dos Deputados

Câmara Federal terá 8 sessões para votação da Reforma da Previdência

Presidente da Casa de Leis, Rodrigo Maia

O projeto contra as Fakes News vem se tornando polêmico e deputados tentam modificar o texto. Desta forma após anuncio do cancelamento da votação prevista para hoje (2), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse na tarde desta terça que vai conversar com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para tentar costurar um texto conjunto das suas Casas sobre o tema.

 

Projeto estava na pauta do Senado nesta terça-feira, mas foi retirado devido a divergências em torno do parecer do relator, senador Ângelo Coronel (PSD-BA). No início da tarde, em mensagem no Twitter,  Alcolumbre anunciou a retirada do texto de pauta, após conversas com o relator e líderes partidários do Senado. Com isso, a previsão é que o texto seja novamente pautado na próxima semana.

 

"Este é um tema que interessa a todos, à sociedade. Uma pesquisa do Ibope mostrou isso. A sociedade [está] cansada de fake news, do uso de robôs para disseminar ódio, informações negativas contra adversários e instituições. Então, este é o melhor ambiente e melhor momento para votar a matéria. Temos que ter o cuidado de não entrar nas liberdades de imprensa e de expressão”, disse Maia.

 

O projeto tem sofrido críticas de parlamentares de entidades e de ativistas ligados à temática, com o argumento de que é necessária uma regulação para o tema e de que existem mecanismos no texto que podem atingir a liberdade de expressão.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix