00:00:00 Quinta-feira, 25 de Julho de 2024


Política Sexta-feira, 10 de Março de 2017, 13:34 - A | A

Sexta-feira, 10 de Março de 2017, 13h:34 - A | A

ELEKTRO

Vereadores reconsideram processo de CPI contra empresa de energia elétrica e prometem fiscalização a cada dois meses

Em encontro com representantes da companhia, parlamentares definiram um termo de compromisso que deverá ser seguido

Gian Nascimento
Capital News

Divulgação/Assessoria

Vereadores reconsideram processo de CPI contra empresa de energia elétrica e prometem fiscalização a cada dois meses

Vereadores se encontraram com representantes da Elektro e apresentaram queixas da população

Após anunciar a intenção de abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra a Elektro, empresa fornecedora de energia, os vereadores de Três Lagoas se encontraram com representantes da companhia para apurar as deficiências e responsabilidades nas reclamações da população acerca do trabalho prestado.

No primeiro dos encontros com a empresa, os parlamentares definiram que será realizado um trabalho de fiscalização e monitoramento a cada dois meses, com reuniões para apresentação de relatórios comparativos entre serviços solicitados e efetivamente executados pela Elektro, além de análise de cumprimento de prazos.

Os vereadores reúnem-se novamentecom representantes da companhiana próxima semana. Na reunião, a empresa entregaráalguns termos de compromisso, onde iráconstar as formas como se pretende solucionar os principais problemas apontados pela população, sejam consumidores residenciais ou empresariais. Estes documentos informarão os procedimentos adotados, prazos para atender reclamações e formas de atendimento à população.

Na última terça-feira (7), dez vereadorestiveram um primeiro encontro com representantes da Elektro e cobraram diversas melhorias, como manutenção da rede de iluminação pública, queda de tensão e interrupção de fornecimento, poda de árvores, implantação de rede, deficiência na região rural e problemas no atendimento aos clientes, tanto no serviço presencial quanto no atendimento via 0800.

Segundo o vereador Apóstolo Ivanildo Teixeira, que formalizou a intenção de abertura da CPI, a possibilidade ainda não está descartada, podendo ser retomada caso a Elektro não ofereça as respostas adequadas e melhore a qualidade do fornecimento de energia em Três Lagoas. Na sessão da terça-feira (7), vários vereadores reclamaram dos serviços da empresa, durante a sessão. Marcus Bazé chegou a confirmar que pretende encaminhar o pedido de abertura da CPI, lembrando que, em outras ocasiões, a diretoria da empresa apresentou diversas promessas de melhoria aos vereadores, porém não cumpriu.

Comente esta notícia