Três Lagoas/MS, Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Quinta-Feira, 12 de Setembro de 2019, 15h:54
Tamanho do texto A - A+

Mato Grosso do Sul está entre os principais produtores do país

Maracaju e Sidrolândia são principais municípios

Laryssa Maier
Capital News

Famasul

 Lançamento da colheita do milho safrinha acontece segunda

o milho mesmo com problemas climáticos teve um bom preço de mercado, com R$ 3,6 bilhões de reais

A produção de grãos elevou a posição de Mato Grosso do Sul no PAM 2018 (Produção Agrícola Municipal) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No ranking de municípios com maior produção agropecuária do país estão Maracaju e Sidrolândia. 

 

Segundo a analista técnica do Sistema Famasul – Federação de Agricultura e Pecuária de MS, Tamiris de Souza,“Maracaju e Sidrolândia integram a lista dos 20 maiores produtores de soja do Brasil, pois além de terem grandes áreas de produção, os proprietários rurais são em sua maioria tecnificados e atingem produtividades elevadas. Vale ressaltar que Ponta Porã também entrou para a lista em 2018, na 18ª posição, na frente de Lucas do Rio Verde/MT e Barreiras/BA”, explica.

 

A analista ressaltou a importância da presença de cidades no estado entre os principais produtores do Brasil. “Ter municípios entre os maiores produtores do país coloca MS automaticamente na posição de um importante player na cadeia produtiva de grãos, gerando riqueza, empregos diretos e indiretos, acrescendo o desenvolvimento para as regiões e atraindo investimentos para o estado. Para o ano de 2019, a perspectiva é de se manter em destaque no cenário nacional, porque não apenas as áreas plantadas aumentaram, mas também a produtividade, tendo em vista que as condições climáticas foram mais favoráveis ao desenvolvimento das culturas”.

 

Em 2018 o valor da produção agrícola no estado teve um aumento de 24,9% em relação à 2017. Os maiores responsáveis pelo desenvolvimento da região foram a soja com uma produção de 9,9 milhões de toneladas e o milho, com R$ 3,6 bilhões de reais.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix