Sábado, 15 de Junho de 2024


Três Lagoas Terça-feira, 12 de Março de 2013, 16:14 - A | A

Terça-feira, 12 de Março de 2013, 16h:14 - A | A

Após 90 dias em atividade, Eldorado Brasil já alcançou 70% da capacidade produtiva

Aliny Mary Dias - Capital News (www.capitalnews.com.br)

A Eldorado Brasil, maior fábrica de celulose em linha única no mundo, divulgou nesta terça-feira (12) o primeiro balanço dos primeiros 90 dias de funcionamento em Três Lagoas. Durante entrevista coletiva, o presidente da empresa, José Carlos Grubisich, afirmou que em janeiro a Eldorado alcançou 70% da capacidade produtiva nominal.

A expectativa inicial era que a empresa alcançasse 70% da capacidade em seis meses, mas o índice foi atingido em um mês. A previsão é que em abril deste ano a produção chegue a 100%.

A fábrica terá uma produção de 1,5 milhão de tonelada quando chegar a 100% da capacidade. A estimativa de receita para 2013 é de R$ 2 bilhões para esse ano.

Nos planos da Eldorado Brasil, está a ampliação e a otimização da produção para 1,7 milhão de tonelada ao ano, esse índice deve ser alcançado em 2014 ou 2015.

“Estamos evoluindo rápido com relação à performance da fábrica. Já atingimos 70% da nossa capacidade nominal. Este mês, devemos chegar a taxas de 80% e 90% e em abril estaremos plenos, alcançando 100% de nossa capacidade produtiva de celulose branqueada de eucalipto”, afirmou José Grubisich.

Só este ano, a fábrica já plantou 50 mil hectares de eucalipto, somadas as 110 mil hectares já plantadas, a empresa chegará aos 160 mil hectares necessários para que a fábrica no potencial máximo.

De tudo o que é produzido pela Eldorado, 90% é exportado para o mercado externo e outros 10% ficam no país. A empresa já exporta para Europa, Ásia e América do Norte.

Segundo a empresa, atualmente 2,5 mil trabalhadores estão empregados de forma direta e indireta.

Seguindo as expectativas de expansão do mercado da celulose, em 2017 a empresa espera dobrar a capacidade produtiva e também a contratação de novos funcionários. A Eldorado espera empregar 5 mil pessoas em Três Lagoas e região até 2017.

 

Comente esta notícia