Sábado, 15 de Junho de 2024


Três Lagoas Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014, 14:49 - A | A

Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014, 14h:49 - A | A

Comissão analisa acidentes graves e fatais

Luciana Recio - Capital News

A Prefeitura de Três Lagoas, através da Secretaria Municipal de Trânsito (Semutran), criou na tarde desta quarta-feira (27), uma Comissão de Análise de Acidentes Graves e Fatais.

O objetivo é realizar um levantamento de dados das principais causas dos acidentes nas vias públicas, para que as devidas providências para preservar a vida, sejam tomadas de forma imediata.
A reunião, presidida pelo secretário de Trânsito, Milton Gomes Silveira, e coordenada pela diretoria do Departamento Municipal de Trânsito e Sistemas Viários (Deptran) estiveram presentes representantes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Perícia e Identificação, Polícia Civil e Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

Milton Silveira destacou que a comissão constituída pelos representantes e pelo Deptran, está inserida nas ações especificas e finalidades do Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito (GGIT). “Com a finalidade de realizar levantamento de dados no próprio local do acidente para elaboração de estatísticas reais de acidentes graves e fatais”.

O secretário ressaltou ainda que as causas dos acidentes de trânsito são variadas nas vias públicas e urbanas de Três Lagoas. “Na sua maioria, os acidentes com vítimas graves e fatais são causados por falha humana e poderiam ser evitados, se adotarmos mudanças de comportamento, responsabilidade e educação”, ressaltou.

Segundo levantamentos dos Órgãos de Trânsito de todo o País, entre as principais causas dos acidentes com vítimas estão a negligência (má fé, velocidade excessiva, alcoolismo e drogas, falar ao celular e desrespeitar a sinalização) e imperícia, que se resume na falta de técnica ou de conhecimento para realizar manobras e ações seguras e adequadas na direção dos veículos.

“O objetivo principal das ações da Comissão é fornecer dados reais que irão nortear as nossas ações para a melhoria do trânsito urbano, com o intuito de preservar a vida e prevenir acidentes, que acabam resultando em impactos sociais graves, principalmente na saúde, na economia e na qualidade de vida das nossas famílias”, observou Milton Silveira.
 

Comente esta notícia