Segunda-feira, 17 de Junho de 2024


Três Lagoas Sexta-feira, 06 de Março de 2015, 14:36 - A | A

Sexta-feira, 06 de Março de 2015, 14h:36 - A | A

O fim dos atendimentos odontológicos nas escolas

Marcos Campos - De Três Lagoas para o Capital News

A partir da próxima segunda-feira (09), cerca de 4 mil alunos que estudam na rede pública de ensino na cidade de Três Lagoas terão os atendimentos médicos odontológicos cortados. Os serviços eram realizados em consultórios próprios montados nas escolas do município que atendiam alunos entre 06 e 14 anos.

Conforme foi apurado com exclusividade pela reportagem do site TL Noticias, o profissionais realizam cerca de 12 procedimentos ao dia neste estudantes nos períodos matutino e vespertino.Com a nova ordem dada pela prefeitura, estes alunos terão que procurar, junto com as mães, uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua casa e marcar uma consulta, podendo esperar por semanas para ser atendido em um simples procedimento que antes, era feito de forma rápida na escola em que o aluno estudava.

“Temos casos de crianças que não vão ao dentista devido à falta de tempo em que a mãe, por trabalhar, não leva seu filho ao dentista. Na escola, enquanto ele estudava, fazíamos os procedimentos necessários enquanto o aluno estava dentro da sala de aula. E agora, como fica a situação deles”, disse um dentista que atende na prefeitura e terá seu nome preservado.

Um documento interno utilizado pela prefeitura que foi despachado pela coordenadora de saúde bucal, já determinou que os dentistas interrompam os atendimentos nas escolas municipais do bairro Parque São Carlos e Eufrosina Pinto. Devido outras unidades municipais não de Três Lagoas não possuir estrutura adequada para atendimentos odontológicos, o poder público municipal teria firmado uma parceria com o Governo Estadual há algum tempo, vinha usando sua estrutura para atender outras crianças que estudam na rede pública estadual.

Nestes locais, os serviços que até então feitos de forma gratuita pela Prefeitura Municipal de Três Lagoas, também já foram suspensos. Os estudantes das escolas Afonso Pena, Bom Jesus e Dom Aquino Corrêa também serão afetados com a nova norma. Até o momento, o caso estava sendo feito em sigilo e por isso, não teria sido divulgado pela assessoria de comunicação da prefeitura e nem mesmo pela Secretaria de Educação do município.

 

Comente esta notícia