Segunda-feira, 24 de Junho de 2024


Três Lagoas Quinta-feira, 11 de Abril de 2013, 11:13 - A | A

Quinta-feira, 11 de Abril de 2013, 11h:13 - A | A

Vereadores de Três Lagoas participam de Ato Público Brasil contra a Impunidade

Fernanda Kintschner - Capital News (www.capitalnews.com.br)

O Plenário da Câmara Municipal de Três Lagoas sediou nesta quarta-feira (10), o Ato Público Brasil Contra a Impunidade. Uma campanha em defesa do poder investigatório do Ministério Público e de outras Instituições que diz não a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37/2011.

Autoridades e representantes do Ministério Público participaram do Ato Público que repudia a votação da PEC que segundo informações do Ministério Público, se for aprovada no Congresso Nacional, apenas as Polícias Federais e Civil poderão realizar investigações criminais.

De acordo com a assessoria da Câmara Municipal, o promotor de Justiça de Três Lagoas, José Luiz Rodrigues o Ministério Público discursou pelo prosseguimento com o trabalho de investigação que vem sendo realizado.

“O Ministério Público não quer substituir as instituições policiais no trabalho de polícia judiciária, nem pretende competir com as polícias. Quer apenas garantir que a Constituição Federal seja respeitada e que o MP possa realizar o controle externo da atividade policial”, disse.

O vereador Gilmar Garcia apoia O Ato Público e diz que temos que unir contra essa impunidade. “O Ministério Público defende a possibilidade de atuar em investigações como as que envolvem agentes públicos e agentes políticos, principalmente nos casos de corrupção e de lesão aos cofres públicos, em casos de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, dentre outros em que a atuação institucional possa fazer diferença”, disse.

Em sua palavra o vereador Apóstolo Ivanildo disse: “Vim aqui demonstrar o meu apoio com essa campanha, estamos retrocedendo ao invés de avançar”, comentou. Idevaldo Claudino comentou “Precisamos continuar com o trabalho do Ministério Público e damos total apoio contra a PEC 37”, comentou.

O presidente da Câmara Municipal, Jorginho do Gás falou que todos os vereadores da Casa de Leis estão contra a PEC. “À população precisa do Ministério Público ela precisa dessa soma para as investigações, temos que ter apoio do MP. Tirar o que está funcionando é complicado”, concluiu.

A prefeita Márcia Moura também mostrou estar favorável contra a emenda. “Não podemos mexer no que está dando certo. Temos que proteger nossa população e que os trabalhos sejam ágeis. O Ministério Público junto com a Polícia Federal e Civil soma com as investigações”, afirmou a prefeita.


 

Comente esta notícia